FacebookTwitterYoutubeInstagramWhatsapp

Imagem Desdobramento
Bem-Estar
Alimentação de verão: saiba quais são as melhores opções
Verão, calor, praia, roupas mais curtas e maior exposição do corpo. Estão reunidos os fatores que fazem do verão uma época em que os cuidados com a alimentação ganham maior relevância. No entanto, não é só pelas questões estéticas que deve adaptar a sua dieta a esta estação: com o aumento da temperatura o organismo não precisa de fazer um esforço tão grande para manter a temperatura corporal, e por isso a alimentação deve ser adaptada. 

 

Ainda não é tudo. “O aumento da temperatura e da humidade criam condições favoráveis à multiplicação dos microrganismos nos alimentos. Neste sentido, a probabilidade de ocorrência de doenças de origem alimentar durante estes meses é superior”, revela Ana Rita Lopes coordenadora da unidade de Nutrição Clínica do Hospital Lusíadas Lisboa. Se a estes fatores juntarmos as refeições fora de casa, que sabem sempre tão bem, especialmente nas férias, mas cujas condições de conservação e confeção não controlamos, é fácil perceber porque é que existem cuidados que não devem ser descurados. 

 

A especialista da Unidade de Nutrição Clínica do Hospital Lusíadas Lisboa partilha os seguintes conselhos:

 

  •  Quando consumir marisco e pescado, e sobretudo se optar por consumir estes alimentos crus, escolha locais de confiança e que já conhece;

 

  • Sempre que possa, opte por alimentos bem cozinhados sobretudo carne, peixe e ovos;

 

  • As sopas e guisados/estufados devem ser cozinhados a temperaturas acima dos 70ºC;

 

  • Tenha especial atenção na preparação e refrigeração de alimentos feitos com leite e ovos;

 

  • Evite as saladas e outros alimentos crus quando tiver dúvidas quanto à sua preparação;

 

  • Prefira a água, chás ou sumos naturais favoráveis à hidratação, em detrimento dos refrigerantes e sumos com elevada adição de açúcar, porque não saciam a sede, aumentam-na;

 

E porque verão também é sinónimo de petiscos, Ana Rita Lopes deixa algumas dicas quanto aos mais saudáveis: caracóis, um molusco menos calórico que a ameijoa ou o berbigão; queijos brancos como a mozarela ou a ricota; e os tremoços, “uma excelente opção como petisco, pelo seu reduzido teor calórico e pelo seu elevado aporte de água”, adianta a nutricionista. 

 

Consulte o artigo original, aqui.

PUBLICIDADE

"Fumar é uma droga"

"Fumar é uma droga"

© 2017 Vital Health | Todos os direitos reservados | Designed by IPSPOT_ and Developed by Webview