FacebookTwitterYoutubeInstagramWhatsapp

Imagem Desdobramento
Bem-Estar
Psoríase e Felicidade: Portugal ocupa o 9.º lugar de estudo internacional
Desenvolvido com o objetivo de medir a qualidade de vida das pessoas que têm psoríase, o Relatório Mundial sobre Psoríase e Felicidade, divulgado esta semana, revela que os portugueses ocupam o 9.º lugar numa lista de 19 países.

 

Em Portugal, as pessoas que vivem com psoríase, uma doença inflamatória, autoimune, que afeta 1% a 3% da população mundial, apresentam uma pontuação de média de felicidade de 6,00, ocupando o 9.º lugar entre os países analisados, na classificação do mais para o menos feliz. Um resultado que se destaca, uma vez que, de acordo com o relatório global, o World Happiness Report 2017, Portugal apresenta um baixo nível de felicidade (89.º lugar).

 

O Relatório Mundial sobre Psoríase e Felicidade surge com o objetivo de contribuir para uma maior consciencialização, sobretudo, no que se refere ao impacto que esta doença causa no dia-a-dia dos doentes, nas suas rotinas, na qualidade de vida e, consequentemente, na sua felicidade. Neste estudo foram analisados, detalhadamente, os resultados de Brasil, Colômbia, México, França, Alemanha, Reino Unido, Irlanda, Espanha, Portugal, Itália, Grécia, Noruega, Dinamarca, Estados Unidos, Canadá, Austrália, Rússia, China e Japão.

 

Os principais resultados mostram que a psoríase tem um impacto na felicidade e de forma mais negativa nas mulheres do que nos homens. O impacto na felicidade depende da manifestação dos sintomas, revelando-se a fragilidade da pele, a dor nas articulações e as dificuldades em andar, os sintomas que mais intervêm no estado emocional dos inquiridos. Do ponto de vista negativo, cerca de 53% dos portugueses com psoríase diz não ter sido informado claramente de todas as opções de tratamento, mas, ainda assim, em Portugal, as pessoas apresentam um nível de apoio social superiores à média global.

 

O Relatório Mundial sobre Psoríase e Felicidade é o resultado de um estudo desenhado e gerido por uma equipa multidisciplinar composta por investigadores, cientistas e médicos do Laboratório de Inovação da LEO Pharma e pelo Instituto de Pesquisa de Felicidade, em Copenhaga.

PUBLICIDADE

"Fumar é uma droga"

"Fumar é uma droga"

© 2018 Vital Health | Todos os direitos reservados | Designed by IPSPOT_ and Developed by Webview