FacebookTwitterYoutubeInstagramWhatsapp

Imagem Desdobramento
Saúde
OMS elabora guia para ajudar a tornar as reuniões de trabalho mais saudáveis e sustentáveis

“Planear reuniões de trabalho saudáveis e sustentáveis” é o novo guia elaborado pelo Comité Regional para a Europa da Organização Mundial da Saúde (OMS), que engloba várias sugestões para tornar as reuniões de trabalho mais saudáveis e sustentáveis. No caso específico português, a Direção-Geral da Saúde (DGS) garante que as propostas já foram aplicadas num encontro em Évora, a 29 de junho.

 

Se uma reunião tiver menos de quatro horas, devem ser feitas pausas de hora a hora, durante três a cinco minutos, ou de duas em duas horas, por cinco a dez minutos. Nesses intervalos, os participantes devem levantar-se, fazer alongamentos e mexer-se. Se durar mais de quatro horas, então deve haver uma pausa de meia hora, para que se possa caminhar ou fazer exercícios de relaxamento ou alongamentos.

Relativamente ao incentivo à prática de atividade física, existem diversos formatos de reuniões que podem ser aplicados, mediante a duração e o tipo de participantes. Se for uma reunião curta, pode ser feita de pé. Ou, se for entre duas pessoas apenas, a sugestão é que seja feita a caminhar.

No caso da alimentação, a OMS sugere que as frutas frescas e vegetais da época sejam sempre a base dos snacks servidos, podendo ser disponibilizados pauzinhos ao invés de talheres para que as pessoas comam menos e mais devagar. A água deve ser servida em abundância. Já as gorduras trans, os produtos processados, os fritos e os bolos devem ser eliminados.

Além disso, o tabaco e o álcool estão fora de questão.

Quanto à sustentabilidade das reuniões, o local deve ser acessível através de transportes públicos e bicicleta, devendo limitar-se a quantidade de papel utilizado, evitar servir refeições em recipientes de plástico e preferir alimentos locais e sazonais.

“Se as regulamentações do país permitirem, deve colaborar-se com as organizações locais para distribuir a comida que sobra”, sublinha o documento da OMS.

 

Fonte: Público

 

PUBLICIDADE

© 2018 Vital Health | Todos os direitos reservados | Designed by IPSPOT_ and Developed by Webview