FacebookTwitterYoutubeInstagramWhatsapp

Plataforma de Atualização Diária

Imagem Desdobramento
Bem-Estar
A história de Filipe Almeida. Doente renal parte com a família à volta do mundo
quarta-feira, 27 março 2019 10:59
Filipe Almeida é um viajante fora do comum que se prepara para uma viagem épica na próxima sexta-feira, dia 29 de março. Com uma doença renal diagnosticada na infância, e atualmente em tratamentos de hemodiálise três vezes por semana, Filipe é o rosto da aventura, mas também da determinação, ao lançar-se numa viagem à volta do mundo com a família - a mulher Catarina e o filho Guilherme.

 

Durante um ano, a família que já podia ser seguida no Instagram ou num blog familiar, vai passar por 30 países, integrando as rotinas, devidamente programadas, associadas aos necessários cuidados de saúde, mostrando que é possível integrar uma doença crónica e o seu tratamento com o levar a cabo de uma vida plena e da prossecução dos seus sonhos.

 

A viagem de Filipe, Catarina e Guilherme (o filho com quase dois anos) passará por vários países europeus como Espanha, França, Itália, Grécia, Croácia, Albânia, Hungria, República Checa, Polónia, Lituânia e Holanda e lugares mais distantes tais como as Bahamas (o primeiro destino após a partida de Lisboa), Cuba, México, a Turquia, Israel, a Jordânia, a África do Sul, Indonésia, Taiwan, Tailândia, Índia, Maldivas, Sri Lanka, Austrália, Fiji, Nova Zelândia e Brasil, país no qual está previsto o término da viagem, em março de 2020. Incluirá também Portugal, onde Filipe regressará periodicamente para revisão da sua condição clínica.

 

A aventura torna-se, assim, invulgar para um doente crónico, dependente de um tratamento que não pode faltar, dia sim dia não. Filipe e Catarina pretendem com a sua viagem, servir de inspiração para todos os doentes renais crónicos que sentem temor de viajar e de usufruir da sua liberdade de movimentos bem como para outras famílias que viagem com crianças.

 

Uma inspiração para todos os doentes renais

 

A doença renal foi diagnosticada quando Filipe Almeida quando tinha 12 anos. Sendo de etiologia imunológica e de origem genética, era de esperar que se desenvolvesse na idade adulta.

 

Há apenas um ano e meio – 10 dias antes de Filipe e Catarina serem pais – atingiu o estadio 5, ou seja, atingiu a fase que se torna imprescindível a substituição da função renal. Aceitar a condição não foi fácil, mas Filipe decidiu não desistir dos seus projetos de vida e, com o apoio de Catarina, resolveram empreender esta viagem à volta do mundo, provando que não existem impossíveis para os doentes renais. 

 

O casal empenhou todos os seus esforços para empreender este sonho. O blog que, em conjunto criaram, e onde já revelaram vários pontos da sua rotina servirá de plataforma para relatar a sua experiência de vida, como um diário para o filho, como uma fonte de inspiração para todos os doentes renais.

 

Por trás da viagem, prestando todo o apoio logístico na parte dos tratamentos da hemodiálise, estará a Diaverum, multinacional de origem Sueca, presente em Portugal (e responsável pela clínica na qual o Filipe é paciente regular) que, desde o primeiro minuto não olhou a esforços para ajudar a tornar o sonho de Filipe e da sua família uma realidade que inspire outros doentes a viverem uma vida plena de atividade, não sequestrada pelos tratamentos de hemodiálise.

 

Durante um ano Filipe Almeida será um verdadeiro embaixador desta causa, dando um testemunho real sobre a sua capacidade de integrar a doença crónica na sua vida, nunca abdicando da felicidade de concretizar os seus sonhos.

 

PUBLICIDADE

"Fumar é uma droga"

"Fumar é uma droga"

© 2019 Vital Health | Todos os direitos reservados | Designed by IPSPOT_ and Developed by Webview