FacebookTwitterYoutubeInstagramWhatsapp

Plataforma de Atualização Diária

Imagem Desdobramento
Bem-Estar
Associação de Doentes Obesos e Ex-Obesos de Portugal apela a uma maior investigação na área da obesidade
quinta, 16 maio 2019 11:59

No âmbito do Dia Nacional e Europeu da Obesidade, que se assinala a 18 de maio, a Associação de Doentes Obesos e Ex-Obesos de Portugal (Adexo) vai promover um evento no mesmo dia, que reúne rastreios, uma conferência, sessões de ginástica e exposições. A iniciativa vai decorrer no Pavilhão Multiusos de Odivelas, a partir das 09h30, com entrada gratuita e aberta a toda a população.

 

A Cerimónia Oficial de Abertura das atividades realiza-se às 10h30 no Auditório do Pavilhão multiusos de Odivelas. De seguida, vai ter lugar a conferência, que se centrará na importância da investigação na área da obesidade. Para o momento vai estar presente Miguel Vasques, do laboratório da professora Ana Domingos sito no Instituto Gulbenkian de Ciência (IGC), que desenvolveu um estudo sobre as falhas no processo de comunicação entre o cérebro e o tecido adiposo e a forma como estas falhas estão relacionadas com a acumulação de gordura.
“Estamos muito satisfeitos por poder partilhar com o público em geral um importante estudo científico desenvolvido em Portugal na área da obesidade. A ciência já nos trouxe muitas respostas relativamente à abordagem desta doença, mas acreditamos que nos pode trazer muitas mais, nomeadamente no que diz respeito ao tratamento”, afirma Carlos Oliveira, presidente da Adexo.
“E são precisamente os tratamentos medicamentosos que nos preocupam neste momento em Portugal, uma vez que não são comparticipados”, adiante. “Nesse sentido, a Adexo tem feito um grande esforço de sensibilização do Ministério da Saúde para que se altere a lei que não permite a comparticipação de medicamentos para ajuda na perda de peso”.
“O combate à obesidade necessita com urgência desta alteração para que os atuais medicamentos estejam acessíveis a todos os doentes que não tenham indicação cirúrgica e passem a ser mais uma opção no tratamento desta doença crónica”, conclui Carlos Oliveira.
A associação pretende ainda lembrar neste dia que o papel do médico de família é fundamental no combate à doença. Este é o contacto privilegiado com a pessoa com obesidade e será ele que a acompanhará para o resto da vida. A evolução da investigação que define a obesidade como doença, as formas de controlo e tratamento farmacológico, a evolução do tratamento cirúrgico, a importância de numa entrevista motivacional, não estigmatizar o doente e as diferentes abordagens em idade pediátrica, no adulto e no idoso, são fatores importantes que devem ser transmitidos ao médico de família de forma a que este detenha as ferramentas essenciais para apoio, tratamento e acompanhamento das pessoas com obesidade.
Em Portugal, cerca de 60% das pessoas são obesas ou vivem em risco de obesidade, com 22% com obesidade e 34% com pré-obesidade, o que faz de Portugal um dos países com maior taxa de obesidade na União Europeia.
Em todo o mundo há mais de 1,9 mil milhões de adultos com excesso de peso e estima-se que, em 2025, mais de 50% da população mundial venha a ser obesa, caso não sejam adotadas medidas para promover um estilo de vida saudável que previna a obesidade.

 

© 2019 Vital Health | Todos os direitos reservados | Designed by IPSPOT_ and Developed by Webview