FacebookTwitterYoutubeInstagramWhatsapp

Plataforma de Atualização Diária

Imagem Desdobramento
Bem-Estar
APED apresenta dicas para prevenir enxaquecas no verão
quarta-feira, 22 julho 2020 10:10
A enxaqueca é uma perturbação crónica caracterizada por episódios de dor de cabeça, mais ou menos intensa, que podem durar horas ou dias, com outros sintomas associados, como náuseas, vómitos, intolerância à luz, ruído, odores e ao próprio movimento. No dia em que se assinala o Dia Mundial do Cérebro, a Associação Portuguesa para o Estudo da Dor (APED) recomenda a adoção de medidas que visam prevenir esta doença.
 
A enxaqueca afeta cerca de 15% da população, sendo mais frequente nas mulheres, e a prevalência máxima incide na faixa etária entre os 22 e os 55 anos de idade. A Organização Mundial da Saúde (OMS) classifica a enxaqueca como a perturbação crónica mais incapacitante e dispendiosa.
 
No verão, as temperaturas altas, o excesso de luminosidade e humidade levam ao aumento da incidência e da intensidade das dores de cabeça. Durante a exposição ao sol, o centro modulador de dor é ativado e há uma maior dilatação das artérias das meninges e do córtex cerebral, o que leva ao surgimento de uma crise.
 
Outros fatores como a componente hereditária, os hábitos alimentares, a desidratação, o consumo excessivo de álcool, a má qualidade do sono, a fadiga, ou a fraca ventilação podem também ser apontados como desencadeadores das enxaquecas.
 
Ana Pedro, presidente da APED, afirma que “a enxaqueca é, muitas vezes, desvalorizada e encarada como sendo apenas uma dor de cabeça. É importante estabelecer as diferenças e perceber que a enxaqueca é uma doença crónica incapacitante, cujo tratamento preventivo é a melhor forma de evitar crises intensas e frequentes e diminuir a sensibilidade a fatores externos que funcionam como gatilho da dor, principalmente nos meses de verão”.
 
De forma a prevenir enxaquecas durante o verão, a APED deixa as seguintes recomendações:
 
• Beber bastante água ao longo do dia para manter o corpo hidratado, já que isso ajuda no equilíbrio da temperatura corporal;
 
• Evitar exposição direta ao sol e usar óculos escuros para evitar a penetração de muitos estímulos luminosos na retina;
 
• Consumir alimentos mais leves e ricos em água, como frutas e verduras, e controlar o consumo de bebidas alcoólicas;
 
• Tomar banhos mais frios ou fazer compressas de água fria na cabeça para diminuir a temperatura corporal, principalmente se estiver num risco iminente de crise;
 
• Praticar atividade física em horários em que a temperatura esteja mais amena e beber água durante a realização da mesma;
 
• Procurar ter boas noites de sono, dormir num ambiente arejado, silencioso e com roupas confortáveis;
 
• Quando possível, optar por viagens menos desgastantes, em ambientes mais confortáveis e bem ventilados.

PUBLICIDADE

"Fumar é uma droga"

"Fumar é uma droga"

© 2020 Vital Health | Todos os direitos reservados | Designed by IPSPOT_ and Developed by Webview