FacebookTwitterYoutubeInstagramWhatsapp

Plataforma de Atualização Diária

Imagem Desdobramento
Bem-Estar
Dá a devida importância ao sono durante as suas férias?
quinta-feira, 13 agosto 2020 10:46
A Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP) realizou, em conjunto com a Sociedade Portuguesa de Medicina do Trabalho (SPMT), um questionário online para determinar a qualidade da higiene do sono dos portugueses. Os resultados não foram animadores: 46% dos portugueses dormem menos de seis horas, 21% dizem que demoram mais de 30 minutos para adormecer, 32% consideram ter um mau sono e 40% reportam dificuldade em manter-se acordados durante a condução e outras atividades diárias. Perante este cenário, e dado o peso do sono enquanto pilar fundamental da saúde, a SPP alerta para a sua importância também no período de férias.
 
Durante o mês de agosto é comum que grande parte da população portuguesa procure gozar de uns dias de férias. No entanto, para muitos, as férias não são sinónimo de descanso, e, apesar da crescente divulgação da importância de bons hábitos de higiene do sono, os portugueses dormem mal – realidade que se verifica também nesta época.
 
As temperaturas mais elevadas, a ausência de horários e rotinas e um maior número de distrações noturnas são alguns dos motivos que levam a que se durma pior nesta estação do ano.
 
Susana Sousa e Sílvia Correia, pneumologistas da SPP, sublinham o “aumento de viagens mais longas rumo às férias e antes das quais é fundamental existir um sono reparador, de sete a nove horas”, já que “a sonolência que está associada a uma má higiene do sono aumenta o risco de acidentes de viação”.
 
“Existindo qualquer sinal de sonolência ao volante, o melhor é parar e, se necessário, fazer uma sesta de 15 a 20 minutos”, advertem as especialistas.
 
Por outro lado, a sonolência ao longo do dia deve ser encarada como sinal de alarme “no caso de o número de horas de sono ser adequado e regular”. De acordo com as pneumologistas, a esta sonolência “pode ser causada por paragens respiratórias durante o sono, doença que chamamos de apneia do sono. Sabemos que doentes com apneia do sono têm um risco aumentado de 2,5 vezes de acidentes de viação”, prosseguem.
 
Assim, se ressonar, se sentir sono durante o dia, se tiver episódios de engasgamento/sufocamento durante o sono, pausas respiratórias descritas pelo parceiro, diminuição da concentração, irritabilidade, fadiga, perda de memória ou até dores de cabeça pela manhã, procure uma consulta de sono para poder avaliar a sua situação. Na maioria dos casos, uma polissonografia realizada em casa é suficiente, adiantam.
 
“Se tiver apneia do sono e estiver a usar um ventilador, leve-o consigo durante as férias e utilize-o sempre. Só assim poderá ter um sono reparador e sentir-se bem durante o dia para poder aproveitar as férias”, recomendam Susana Sousa e Sílvia Correia.
 
A SPP deixa-lhe ainda algumas recomendações para uma boa noite de sono:
  • Mantenha horários semelhantes aos da sua rotina diária
  • Evite os jantares pesados tardios, com álcool
  • Evite a cafeína próximo da hora de dormir
  • Prepare o quarto e adeque a temperatura, já que temperaturas muitos quentes prejudicam o sono
  • Pratique exercício físico regularmente, sobretudo ao ar livre. Aproveitar o bom tempo para uma atividade física que junta o exercício e a exposição a luz solar será o ideal
  • Exposição a luz no início da manhã pode ajudar a regular o ciclo de sono-vigília
  • Evite a exposição a luz azul à noite (uso do telemóvel ou videojogos)
  • Durma sete a oito horas, para que consiga usufruir das férias da melhor forma
  • Evite dormir com telemóveis ou outros dispositivos móveis na mesa-de-cabeceira
  

PUBLICIDADE

"Fumar é uma droga"

"Fumar é uma droga"

© 2020 Vital Health | Todos os direitos reservados | Designed by IPSPOT_ and Developed by Webview