FacebookTwitterYoutubeInstagramWhatsapp

Plataforma de Atualização Diária

Imagem Desdobramento
Dicas
Gestos que salvam: aprenda as técnicas de suporte básico de vida
segunda, 20 novembro 2017 12:14
A paragem cardiorrespiratória constitui uma das principais causas de morte em todo o mundo. Neste contexto, o suporte básico de vida, uma técnica que combina a compressão torácica e a ventilação, aumenta substancialmente a probabilidade de sobrevivência da vítima quando iniciado nos primeiros minutos após a paragem cardíaca. Para que possa ajudar a salvar vidas, o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) partilha, passo-a-passo, o que deve fazer na presença de uma pessoa em paragem cardiorrespiratória.

 

Em primeiro lugar é preciso garantir as condições de segurança do local onde se encontra a vítima: “verifique se esta está consciente abanando-lhe suavemente os ombros e chamando por ela. No caso de a vítima não responder, considere que está desmaiada (inconsciente) avaliando depois se respira, recorrendo à técnica VOS: Ver se o tórax expande, Ouvir a passagem do ar e Sentir a respiração na face”, explica o INEM.

 

Se a vítima não respirar deve ligar 112, ou garantir que alguém o faz, mesmo que isso implique “abandonar a vítima”.

 

Depois inicie o SBV até a vítima recuperar ou chegar ajuda diferenciada:

 

Deite a vítima de costas no chão ou sobre uma superfície rígida.

 

Coloque as suas mãos sobrepostas com os dedos entrelaçados no meio do peito da vítima.

 

Com os braços esticados e perpendiculares ao corpo da vítima, pressione o peito, fazendo com que este baixe visivelmente e alivie. Repita 30 vezes este movimento de compressão e descompressão do peito da vítima a um ritmo de 100 a 120 por minuto.

 

Ao fim das 30 compressões efetue duas ventilações através da boca da vítima. Para isso encha os pulmões de ar e expire para a boca da vítima, tapando-lhe o nariz com os seus dedos e isolando com os seus lábios os da vítima, para que não exista fuga do ar.

 

Após ventilar, retome as compressões e siga sempre a sequência de 30 compressões torácicas com duas ventilações.

 

Mantenha as manobras até à chegada de ajuda ou a vítima recuperar.
 
No caso de a vítima ser uma criança, deve adaptar as compressões ao seu tamanho: se falarmos de bebé até um ano use apenas dois dedos, se em causa está uma criança até oito anos utilize apenas uma mão.

 

Fonte: INEM
© 2019 Vital Health | Todos os direitos reservados | Designed by IPSPOT_ and Developed by Webview