FacebookTwitterYoutubeInstagramWhatsapp

Plataforma de Atualização Diária

Imagem Desdobramento
Dicas
Boas razões para começar a dar sangue hoje
quarta-feira, 28 março 2018 11:16
Num adulto, cerca de 4,5 a 5,5 litros de sangue circulam pelo corpo, desempenhando várias funções. No âmbito do Dia Nacional do Dador de Sangue, que foi assinalado esta terça-feira, 27 de março, a Médis explica por que razão o sangue é tão importante para o organismo e dá a conhecer as razões pelas quais deve ser dador e quais os seus requisitos.

 

No fundo, o sangue é como um responsável pela manutenção de uma empresa (o nosso organismo), que zela pelo seu bom funcionamento: transporta oxigénio e nutrientes por todo o corpo, remove materiais de resíduos, como o dióxido de carbono, a ureia ou o ácido láctico, protege o corpo de infeções, regula os níveis de acidez (pH) e a temperatura corporal e defende o organismo de eventuais doenças.

 

Mas nem sempre o sangue consegue desempenhar as suas funções, ora porque algo não está a funcionar como devia, ou porque a quantidade existente no corpo, por algum motivo, deixou de ser suficiente. Em ambos os casos, existe a possibilidade de se receber uma transfusão de outra pessoa (desde que o grupo sanguíneo seja compatível) que se voluntariou para dar sangue: o dador. Quem o faz torna-se tão importante que, como forma de reconhecimento, tem até um dia: o Dia Mundial do Dador de Sangue, que se assinala a 14 de junho.

 

A importância de dar sangue

 

Por desempenhar funções essenciais à nossa sobrevivência, a constituição do sangue é “de tal maneira complexa, que a medicina de hoje ainda não conseguiu arranjar um substituto que se lhe assemelhasse”, refere o Serviço Nacional de Saúde (SNS). Por isso, é “essencial a nossa contribuição como seres humanos solidários para que possamos continuar a salvar vidas”, adianta a mesma fonte. Para quem dá, são apenas 450 ml de sangue retirado, pois “esse é o volume que se pode colher sem prejudicar o dador”, explica o site Dador. “Por cada dádiva, consegue salvar a vida (ou ajudar a viver) de até três pessoas”, refere o SNS. Daí a célebre frase: “dar sangue é salvar vidas”.

 

Os benefícios de ser dador

 

Dar sangue é um ato voluntário, logo não remunerado. Contudo, os dadores têm algumas regalias que constam do Estatuto do Dador de Sangue:

 

- Isenção das taxas moderadoras no acesso às prestações do SNS;

 

- Sempre que for dar sangue, pode ausentar-se da atividade profissional sem perda de direitos ou regalias;

 

- Seguro do dador;

 

- Aquando a dádiva, estacionamento gratuito nos estabelecimentos do SNS.

 

O que precisa para ser dador de sangue

 

Para começar a dar sangue, o primeiro passo é tomar tal decisão. Porém, existem alguns critérios que devem ser seguidos, de modo a que o dador não tenha riscos para a sua saúde. Atualmente, só pode dar sangue quem:

 

- Tiver entre 18 e 65 anos;

 

- Pesar, pelo menos, 50 kg;

 

- Seja saudável.

 

Fontes: LiveScience, Medical News Today

 

dias da saude1 7b215

PUBLICIDADE

"Fumar é uma droga"

"Fumar é uma droga"

© 2019 Vital Health | Todos os direitos reservados | Designed by IPSPOT_ and Developed by Webview