FacebookTwitterYoutubeInstagramWhatsapp

Plataforma de Atualização Diária

Imagem Desdobramento
Dicas
Hérnias: saiba quais as mais comuns e como devem ser tratadas
segunda-feira, 14 janeiro 2019 10:22

A hérnia é um problema de saúde bastante frequente e atinge pessoas de todas as idades. Conheça os sintomas e que os tipos de hérnia que aparecem com maior regularidade, e saiba, ainda, quando deve procurar o médico.

 

A hérnia é a protrusão (saliência) de um órgão ou estrutura, através de uma abertura natural ou adquirida numa zona mais frágil do corpo. A localização mais comum é o abdómen. Pode ser congénita (presente à nascença) ou desenvolver-se devido a fatores como obesidade, gravidez, obstipação, tosse crónica e esforços excessivos.


Tipos de hérnias mais frequentes:


1. Hérnia inguinal

É a hérnia abdominal mais comum. Consiste na protuberância de conteúdo intra-abdominal na região da virilha. Afeta crianças e adultos, sobretudo do género masculino.

 

2. Hérnia crural ou femoral

Semelhante à inguinal, a saliência está um pouco abaixo da virilha, junto à coxa, através do orifício femoral.

 

3. Hérnia umbilical

Consiste na protusão do conteúdo através do umbigo. É comum em recém-nascidos, tendendo a desaparecer nos primeiros anos de vida.

 

4. Hérnia incisional

A protuberância ocorre em cicatrizes de cirurgias anteriores.

 

5. Hérnia epigástrica

Ocorre na linha média do abdómen, entre o umbigo e o tórax, e consiste no prolapso de tecidos devido a fraqueza dos músculos.

 

Outros tipos de hérnias...

 

6. Hérnia do hiato

Consiste na protusão de uma porção do estômago através de uma pequena abertura no diafragma (o hiato).

 

7. Hérnia discal

A hérnia de disco é um problema que afeta um ou mais discos intervertebrais, situados entre as vértebras cervicais, torácicas e lombares que formam a coluna vertebral. Acontece quando o núcleo pulposo de um disco força e rompe o anel fibroso exterior, passando para o espaço vertebral. A maior parte das hérnias atinge a região lombar, na parte inferior das costas.



Sintomas:

A hérnia pode ser assintomática (sem sintomas), mas também pode provocar sintomas como dor e desconforto. No caso de sentir os seguintes sintomas, o aconselhado é procurar ajuda médica urgente se tiver:

1. Dor intensa
2. Febre
3. Náuseas e/ou vómitos
4. Distensão abdominal e obstipação total
5. Hérnia vermelha ou púrpura
No caso de hérnia discal, pode haver compressão das raízes nervosas. Consulte o seu médico se sentir:
1. Dormência ou formigueiro nos membros
2. Fraqueza muscular
3. Perda de controlo do intestino ou da bexiga

Tratamento:


Na maior parte dos casos, o tratamento da hérnia abdominal é uma cirurgia programada (método clássico ou laparoscopia, uma técnica minimamente invasiva). A cirurgia é comum e segura. Todas as hérnias devem ser operadas para prevenir complicações como o estrangulamento. Envolve a realização de uma pequena incisão através da qual a porção do organismo saliente é colocada novamente para dentro, com reposição da integridade das estruturas anatómicas. Na maioria dos casos coloca-se também uma prótese para reforçar a zona anatómica. Em caso de estrangulamento da hérnia, com interrupção do fluxo sanguíneo, morte dos tecidos e infeção, a cirurgia torna-se urgente, uma vez que há risco para a própria vida.

Na hérnia do hiato, sintomas como ardor e azia, provocados pelo refluxo de ácido do estômago para o esófago, podem melhorar com medicamentos (antiácidos ou inibidores da bomba de protões) e uma dieta que restrinja certos alimentos. No entanto há situações em que a cirurgia é necessária e realiza-se por laparoscopia. Na maioria das hérnias discais, o tratamento é conservador, o que envolve descanso e fármacos para a dor e a inflamação. Quando este não resulta ou há lesão nervosa, está indicada cirurgia para remoção do fragmento do disco herniado. 

 
Fonte: CUF Descobertas

PUBLICIDADE

"Fumar é uma droga"

"Fumar é uma droga"

© 2019 Vital Health | Todos os direitos reservados | Designed by IPSPOT_ and Developed by Webview