FacebookTwitterYoutubeInstagramWhatsapp

Plataforma de Atualização Diária

Imagem Desdobramento
Dicas
Doze formas de reduzir o risco de cancro
segunda-feira, 18 fevereiro 2019 10:58
Cerca de 50% de todos os cancros poderiam ser evitados através da adoção de medidas relativamente simples no estilo de vida de cada um. O Hospital CUF Infante Santo enumera doze formas de reduzir o risco de ter esta doença.

 

1. Acabar de vez com o vício do tabaco
O tabaco aumenta consideravelmente a probabilidade de vir a sofrer de vários cancros. Por exemplo, um fumador tem um risco 15 a 30 vezes maior de desenvolver cancro do pulmão.

 

2. Dizer não ao fumo passivo

A exposição ao fumo “em segunda mão” pode ser extremamente nociva para a saúde. Não estar perto de pessoas quando estão fumar. Preferir frequentar locais livres de fumo.

 

3. Deixar de lado o sedentarismo e praticar exercício físico
Para preservar um peso saudável e uma boa condição física é imperativo que se matenha fisicamente ativo no seu dia-a-dia. O aconselhado passa por 30 minutos diários de exercício.

4. Alimentar-se com o que faz bem
Existe uma relação direta entre aquilo que come e a sua saúde. Para reduzir o risco de cancro, preferir uma alimentação à base de frutas, vegetais, leguminosas e cereais integrais.

 

5. Não se alimentar o que lhe faz mal
Evitar os alimentos processados e de elevada densidade calórica, bem como as comidas com elevado teor de açúcar, sal ou gordura. Limitar igualmente a ingestão de carnes vermelhas e refrigerantes.

 

6. Reduzir ao máximo o consumo de álcool
A ingestão de bebidas alcoólicas podem reduzir a capacidade que o organismo tem para absorver determinados nutrientes, por isso, deve-se limitar ao máximo o consumo de álcool ou, melhor ainda, deixar de beber.

 

7. Evitar a exposição excessiva ao sol

Proteger-se do cancro da pele e de outros efeitos nocivos do sol. Usar protetor solar; chapéu, óculos escuros ou simplesmente evitar as piores horas de sol. Não visitar solários. As crianças devem ter um cuidado redobrado.

 

8. Proteger-se de poluentes e radiações
Fugir da exposição a substâncias potencialmente cancerígenas ou a radiação de altos níveis do dia-a-dia.

 

9. Amamentar o seu bebé
Está cientificamente provado que a amamentação reduz o risco de cancro da mama, por isso, se for possível, amamentar o bebé pelo menos até aos seis meses de idade.

 

10. Evitar comportamentos de risco
Algumas infeções podem contrivuir para o desenvolvimento de determinados tipos de cancro. Muitas delas são transmitidas por via sexual ou através da partilha de agulhas contaminadas.

 

11. Ter as vacinas em dia

Alguns tipos de cancro espalham-se através de vírus e bactérias. Para evitar, assegurar que toda a família está devidamente vacinada contra a hepatite B e o vírus do papiloma humano (HPV).

 

12. Participar em programas de rastreio oncológico
Ser ativo na participação em rastreios organizados de cancro, particularmente nos casos de cancro da mama, cancro do colo do útero e cancro colorretal.

 

 

Fonte: Hospital CUF Infante Santo

PUBLICIDADE

"Fumar é uma droga"

"Fumar é uma droga"

© 2019 Vital Health | Todos os direitos reservados | Designed by IPSPOT_ and Developed by Webview