FacebookTwitterYoutubeInstagramWhatsapp

Plataforma de Atualização Diária

Imagem Desdobramento
Dicas
Esclerose múltipla: os 10 sintomas a ter em conta
quinta-feira, 05 dezembro 2019 12:06
A esclerose múltipla é uma doença crónica, inflamatória e degenerativa, que afeta o sistema nervoso central. A doença, que pode surgir entre os 20 e os 40 anos, afeta cerca de dois milhões e quinhentas mil pessoas em todo o mundo, de acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS).
 
As causas para o aparecimento da esclerose múltipla permanecem um mistério. O diagnóstico é feito através da análise de uma combinação de sintomas e da sua evolução, sabendo-se que pode ser, até certo ponto, uma doença hereditária. Pensa-se também que possa ser uma doença autoimune, na qual o sistema imunitário ataca o corpo humano e provoca inflamações, em vez de atacar agentes nocivos.
 
Os 10 sintomas a ter em conta:
 
1. Fadiga: Podendo durar meses, a fadiga manifesta-se periodicamente e de forma frequente.
2. Neurite óptica: Trata-se de uma inflamação do nervo óptico, que causa sensação de visão turva. Poderá também provocar dor atrás do olho.
3. Perda da força muscular nos braços e pernas: Muitos doentes perdem força muscular à medida que a doença se desenvolve, podendo chegar à paralisia. Esta perda pode ser temporária, como também irreversível.
4. Alterações da sensibilidade: Pode ocorrer sensação de pele irritada, formigueiro ou picadas em várias partes do corpo.
5. Dor: A dor que acompanha a doença afeta na maioria das vezes um dos nervos faciais, algo conhecido como nevralgia do trigémeo.
6. Alterações urinárias e intestinais: Os doentes podem sentir dificuldade em urinar ou em esvaziar a bexiga.
7. Problemas sexuais: A dificuldade em controlar a bexiga e os intestinos, bem como alterações de sensibilidade, apresentam problemas para o doente. No caso dos homens, estes podem sentir dificuldade em manter a ereção. Já no que toca as mulheres, a doença pode causar perda de sensibilidade nos órgãos sexuais, penetração dolorosa, incapacidade de atingir o orgasmo ou lubrificação vaginal reduzida.
8. Equilíbrio: A doença pode levar à dificuldade em manter o equilíbrio ou a coordenação, quando provoca distúrbios no cerebelo.
9. Alterações cognitivas: Doentes de longa data podem ter dificuldade em se concentrar, raciocinar, e ainda problemas com memórias recentes.
10. Alteração de humor e depressão: É comum a depressão aliar-se à doença, geralmente como reação à mesma.
 

PUBLICIDADE

"Fumar é uma droga"

"Fumar é uma droga"

© 2020 Vital Health | Todos os direitos reservados | Designed by IPSPOT_ and Developed by Webview