FacebookTwitterYoutubeInstagramWhatsapp

Plataforma de Atualização Diária

Imagem Desdobramento
Dicas
Dicas para idosos e familiares no combate ao covid-19
segunda-feira, 30 março 2020 12:01
O novo coronavírus, que dá origem à doença covid-19, permanece um mistério a vários níveis. Tendo já retirado a vida a cerca de 35 mil pessoas em todo o mundo, e infetado cerca de 735, uma das certezas é que os idosos, devido à sua fragilidade imunitária e possíveis comorbidades, são dos grupos mais afetados. A pensar nestas vulnerabilidades, o Núcleo de Estudos de Geriatria (NEGERMI) da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna (SPMI) elaborou um conjunto de recomendações para os doentes idosos e familiares, de modo a combater a infeção pelo novo coronavírus. O Vital Health reuniu algumas medidas para ajudar idosos, familiares e amigos a lidar com esta nova ameaça.
 
 
Medidas de prevenção para o idoso
 
• Deve lavar as mãos sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes.
 
• Tape o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deite sempre o lenço de papel no lixo.
 
• Evite tocar na cara com as mãos.
 
• Evite tocar em superfícies em locais públicos, como botões do elevador, maçanetas, corrimãos, entre outros.
 
• Use um lenço de papel ou a sua manga para cobrir a mão ou o dedo, se precisar de tocar em algo.
 
• Se é dextro, use mais a mão esquerda e faça o contrário se for esquerdino.
 
• Evite partilhar objetos pessoais ou comida.
 
 
 
Mantenha-se em casa
 
• Limpe e desinfete a casa, principalmente as superfícies tocadas com frequência (como mesas, maçanetas, interruptores de luz, torneiras e telemóveis).
 
• Evite fazer compras diariamente ou frequentar locais com muitas pessoas.
 
• Se tiver que sair de casa por algum motivo de saúde urgente, mantenha sempre o distanciamento social mínimo de um a dois metros.
 
• Idealmente, procure um familiar ou um vizinho que lhe leve as compras e a medicação a casa, não mantendo qualquer contacto físico com ele.
 
• Não deixe acabar a medicação. Se necessitar de mais receitas, contacte o seu centro de saúde por telefone ou email, ou peça a um familiar para o fazer.
 
• Mantenha-se em contacto com os seus familiares e amigos por telefone.
 
 
 
Medidas em isolamento por doença
 
• Se tiver febre ou dores no corpo, tenha à mão paracetamol, que pode tomar até três ou quatro gramas por dia.
 
• Não tome anti-inflamatórios não esteroides (inapropriados para idosos).
 
• Beba bebidas quentes.
 
• Deve beber muitos líquidos, de preferência bebidas quentes, que deve ter sempre preparadas, com mel (se não for diabético), limão, outros sumos, chá, café.
 
• Alimente-se bem, comendo carne, peixe, ovos e fruta, que deve lavar e descascar antes de comer. Não dispense a sopa quente.
 
• Faça exercício. Não esteja horas sentado. Ande em casa por períodos de mais de 10 minutos três vezes por dia, ou, se possível, use uma pedaleira.
 
• Quando já estiver bem, não contacte com outras pessoas durante 14 dias.
 
 
 
Deverá procurar atendimento médico se sentir:
 
→ Dificuldade em respirar ou falta de ar.
 
→ Dor ou pressão persistente no peito.
 
 
 
Medidas para os familiares do idoso
 
• Confirme que o seu familiar tem medicamentos e alimentos suficientes, para evitar faltas inesperadas.
 
• Sempre que o contacto físico for indispensável, lave cuidadosamente as suas mãos, mas se tiver tosse ou febre não o visite.
 
• Promova o isolamento social do seu familiar, mas não o abandone.
 
• Esteja atento à eventual dificuldade de respirar do seu familiar ou às manifestações de alteração do estado de consciência e confusão. Em caso de dúvida ou alterações às condições de saúde habituais do idoso, ligue para o SNS24 através do número 808 24 24 24 (ou procure um profissional de saúde).
 
• Se o seu familiar estiver institucionalizado, informe-se do protocolo criado pela instituição e cumpra-o rigorosamente.
 
• Mostre-se interessado e disponível para falar.
 
• Torne disponíveis e acessíveis meios de comunicação e tecnologias que possam facilitar a manutenção do contacto social entre o idoso e os seus amigos e familiares (por exemplo, videochamadas), já que o isolamento pode promover sentimentos de ansiedade.
 
• Se possível, atribua-lhe uma tarefa ou responsabilidade que o faça sentir-se útil.
 
• Sugira-lhe atividades que o possam manter interessado.
 
• Procure assegurar que o idoso faz exercício físico, como caminhar pela casa, levantar-se várias vezes ao dia, realizar exercícios simples, e tem uma alimentação equilibrada.
 
• Agradeça-lhe o que está a fazer e recorde-o que está a proteger a comunidade em que vive, impedindo o novo coronavírus de se propagar, bem como que se está a proteger de potenciais contágios.
 
 
 
Neste momento, Portugal regista 6408 casos de infeção e 140 mortes devido ao novo coronavírus, conforme as informações do último boletim epidemiológico da DGS. De notar que dos infetados, 43 pessoas já recuperaram.
 
O país está em estado de emergência desde as 00h00 do dia 19 de março, até às 23h59 do dia 2 de abril.
 
O novo coronavírus, responsável pela pandemia de covid-19, já infetou mais de 735 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram cerca de 35 mil. Dos infetados, cerca de 156 mil já recuperaram.
 

PUBLICIDADE

"Fumar é uma droga"

"Fumar é uma droga"

© 2020 Vital Health | Todos os direitos reservados | Designed by IPSPOT_ and Developed by Webview