FacebookTwitterYoutubeInstagramWhatsapp

Plataforma de Atualização Diária

Entrevista
Educar para uma alimentação saudável
segunda-feira, 11 novembro 2013 12:03
Por: Carlos Neves, presidente da Associação de Jovens Diabéticos de Portugal (AJDP)
Educar para uma alimentação saudável

Educar para uma alimentação saudávelCarlos Neves, presidente da Associação de Jovens Diabéticos de Portugal (AJDP), sublinhou, em entrevista ao Vital Health, não existir "problema em comer alimentos com mais açúcar, desde que não se torne uma prática frequente". O líder da AJDP prefere denominar "alimentos desaconselhados" e afirmou que "é essencial termos cuidado com o que comemos, mesmo quando não se tem diabetes".

 

 

Segundo os dados do Dados do Relatório Anual do Observatório Nacional da Diabetes 2012, a prevalência da diabetes em Portugal tem vindo a aumentar, atingindo 12,7% da população, sendo que cerca de 90% destes casos se referem a diabetes tipo 2. Esta tendência também tem, em muitos casos, uma relação direta com a obesidade. Urge, desta forma, adotar uma alimentação variada completa e equilibrada, associada a prática de atividade física.

 

Vital Health | O aumento do número de casos da diabetes está ligado ao aumento da prevalência da obesidade?
Carlos Neves | Em primeiro lugar, é necessário fazer a distinção entre diabetes tipo 1 e tipo 2. A diabetes tipo 1 é uma patologia auto-imune, não prevenível, que aparece maioritariamente em crianças e jovens e provocada pela não produção de insulina. Já a diabetes tipo 2 é o resultado de uma resistência à insulina ou fraca produção da mesma, e muitas vezes provocada por maus hábitos alimentares e desportivos. É na diabetes tipo 2 que se verifica um maior crescimento de casos diagnosticados e esse aumento está sem dúvida nenhuma ligado às questões de excesso de peso e obesidade em Portugal e no mundo.

 

Vital Health | A obesidade está a crescer nas faixas etárias mais baixas. De que forma é possível prevenir o seu aparecimento?
Carlos Neves | As duas formas mais eficazes de prevenir o excesso de peso e a obesidade é através de uma boa educação alimentar e do incentivo da prática desportiva. Mostrar aos mais novos as vantagens de uma alimentação saudável é uma forma de garantir que, ao chegar à adolescência, tomarão decisões alimentares mais saudáveis. Incentivar a prática desportiva, procurar um desporto que a criança ou jovem goste e pratique regularmente vai também permitir colmatar alguns dos erros alimentares que são muitas vezes inevitáveis.


Vital Health | Na prática, quais as medidas relacionadas com a alimentação que os pais devem adotar?
Carlos Neves | É essencial termos cuidado com o que comemos, mesmo quando não se tem diabetes. A alimentação deve ser um prazer e ser baseada nos princípios da Roda dos Alimentos, isto é, uma alimentação variada, completa e equilibrada.
Existem algumas medidas simples que têm mostrado efeitos positivos na diminuição do risco de desenvolvimento da diabetes tipo 2 e na melhoria do controlo glicémico da diabetes tipo 1.
Estruturar o plano alimentar da criança com diabetes, com o apoio dos profissionais de saúde, para que este seja adaptado à toma de insulina ou outra medicação é parte integrante deste processo.
Incluir na alimentação da criança mais alimentos ricos em fibra como fruta, cereais integrais e leguminosas, porque além de aumentarem a saciedade e promoverem o controlo do peso corporal ajudam a reduzir os níveis de colesterol e ainda a regular o controlo glicémico.
Privilegiar alimentos ricos em gorduras monoinsaturadas na alimentação, como o azeite, óleo de amendoim e gorduras polinsaturadas, que se encontram nos peixes gordos (salmão, sardinha, atum) e frutos secos, é essencial, uma vez que promovem a diminuição de risco de doença cardiovascular.
Para além da procura de inclusão destes alimentos benéficos, é importante ter em atenção que há alimentos que devem ser consumidos com moderação.

 

Vital Health | Que tipo de alimentos devem evitar incluir na alimentação das crianças?
Carlos Neves | É importante que a criança e os pais saibam que não existem "alimentos proibidos" e que não existe problema em comer alimentos com mais açúcar, desde que não se torne uma prática frequente. Este tipo de alimentos aumenta a quantidade de glicose no sangue, sendo pouco interessantes do ponto de vista nutricional por serem pobres em nutrientes e ricos em calorias.
Deste modo, os alimentos desaconselhados, à semelhança da pessoa sem diabetes, são: - Alimentos ricos em açúcar: bolos, chocolates, compotas, refrigerantes, rebuçados e outros.- Alimentos ricos em gordura: batatas fritas, refeições pré-preparadas, chocolates, bolos e salgados e outros. Não só promovem o excesso de peso, aumento do colesterol e o desenvolvimento de várias doenças, como também contribuem para a intolerância à glicose.

 

Vital Health | Muitas vezes manter uma alimentação saudável é o mais difícil. Poderia dar alguns conselhos que ajudem a manter este tipo de alimentação?
Carlos Neves | Os jovens deverão procurar ingerir alimentos dos quais gostem, variando o mais possível e procurando ter uma alimentação completa e equilibrada. Os principais conselhos são:
- Comer de 3 em 3 horas (no mínimo 6 refeições por dia);
- Procurar comer a horas regulares;
- Incluir a família e amigos nas decisões alimentares;
- Mastigar calmamente;
- Beber pelo menos 1,5L de água por dia;
- Aprender a ler rótulos alimentares – pode ser uma óptima ajuda para fazer escolhas mais acertadas;
- Se ingerir alimentos ricos em açúcar, é preferível fazê-lo no final de uma refeição;
- Preparar as refeições com pouca gordura, privilegiando métodos de confecção mais saudáveis (grelhados, cozidos);
- Optar por temperar os alimentos com especiarias e ervas aromáticas, reduzindo o consumo de sal.

 

Vital Health | Qual o contributo da AJDP entre os jovens no que respeita a alimentação saudável?
Carlos Neves | Através do projeto "AJDP nas Escolas", os nossos voluntários fazem actividades com a população escolar nas quais procuramos informar alunos, professores e auxiliares de educação sobre o que é a diabetes e os tipos de diabetes, o que se pode fazer para prevenir a diabetes tipo 2, desmistificando os mitos que existem sobre esta temática, sobretudo relacionados com a alimentação. Procuramos explicar que tanto as pessoas com e sem diabetes devem ter uma alimentação saudável e praticar desporto regularmente.

 

Vital Health | Todavia, a alimentação é apenas uma medida preventiva. Que outras medidas podem ser aplicadas de forma a prevenir a diabetes tipo 2 entre os jovens?
Carlos Neves | As duas medidas principais para prevenir a diabetes tipo 2 são uma alimentação saudável e a prática regular de desporto. É essencial procurar um desporto que o jovem tenha gosto em praticar, ou até algo para toda a família. A AJDP aposta na organização de caminhadas para toda a família, umas mais simples, outras mais exigentes, de forma a promover o convívio e a trocar de experiências entre jovens com diabetes e outros diabéticos mais experientes.

 

 

PUBLICIDADE

Por vezes mais é menos

Por vezes mais é menos

© 2019 Vital Health | Todos os direitos reservados | Designed by IPSPOT_ and Developed by Webview