FacebookTwitterYoutubeInstagramWhatsapp

Plataforma de Atualização Diária

Entrevista
Dia Mundial da Tiroide: sintomas, tratamento e prevenção
quinta-feira, 21 maio 2020 12:34
Por: Carlos Cunha, farmacêutico e vice-presidente da Associação das Doenças da Tiróide (ADTI)
Dia Mundial da Tiroide: sintomas, tratamento e prevenção
A propósito do Dia Mundial da Tiroide, assinalado hoje, dia 25 de maio, o Vital Health conversou com Carlos Cunha, farmacêutico e vice-presidente da Associação das Doenças da Tiróide (ADTI), que alertou para os sinais a ter em conta no que toca a saúde da glândula endócrina. Silenciosos e com sintomas comuns, os distúrbios da tiroide podem "facilmente ser confundidos com outras patologias", dificultando o diagnóstico e comprometendo o tratamento. Ainda assim, afetam cerca de 10% dos portugueses e, a nível mundial, 300 milhões de pessoas, podendo ter consequências graves para a saúde caso não sejam tratados.
 
VH | Quais os sinais de alerta de que a tiroide não está a funcionar corretamente?
 
Carlos Cunha (CC) | Quando a tiroide não está a funcionar corretamente os sinais de alerta passam por oscilações de peso, alterações no ritmo cardíaco, cansaço constante e pescoço inchado.
 
 
VH | Quais são os principais distúrbios da tiroide e os seus sintomas?
 
CC | O hipertiroidismo e o hipotiroidismo são os principais distúrbios da tiroide.
 
Hipertiroidismo - quando existe um aumento excessivo da produção de hormonas pela tiroide) podem manifestar-se os seguintes sinais/sintomas:
  • palpitações e aumento da frequência cardíaca
  • transpiração excessiva
  • aumento do trânsito intestinal
  • intolerância ao calor
  • alterações de humor
  • emagrecimento
  • aumento do volume da tiroide (bócio)
 
Hipotiroidismo - quando temos uma diminuição excessiva da produção de hormonas pela tiroide, são característicos sinais/sintomas, tais como:
  • aumento de peso
  • depressão
  • aumento da sensibilidade ao frio
  • pele seca
  • queda de cabelo
  • obstipação
  • rouquidão
  • fraqueza muscular
  • irregularidades menstruais
 
 
VH | Que consequências podem ter os distúrbios da tiroide para a saúde?
 
 CC | A tiroide é responsável pela produção e libertação de hormonas fundamentais para o normal funcionamento do organismo, pelo que um distúrbio da tiroide implica uma inadequada produção das respetivas hormonas, levando a diversos desequilíbrios fisiológicos.
 
 
VH | Quais os tratamentos disponíveis?
 
CC | Dependendo do tipo de disfunção, pode-se recorrer a medicamentos; para reposição hormonal (levotiroxina) ou a anti – tiroideus de síntese (metibasol), iodoterapia, cirurgia ou apenas acompanhamento médico.
 
 
VH | De que forma se podem prevenir os distúrbios da tiroide?
 
CC | A saúde da tiroide depende de fatores genéticos, hormonais e nutricionais. Hábitos de vida saudáveis e alguns nutrientes são fundamentais para o bom funcionamento da tiroide. Por exemplo, no hipotiroidismo, para além de uma dieta equilibrada, um nutriente importante é o iodo, presente nos frutos do mar. Já no hipertiroidismo, há que ter cuidado com os alimentos ricos em iodo. O selénio, encontrado nas castanhas do Pará, é também essencial para a saúde da tiroide. É igualmente importante estar alerta aos sinais e se existirem antecedentes familiares de doença da tiroide, ser vigiado regularmente pelo médico.
 
 
 VH | A que se deve o desconhecimento dos distúrbios da tiroide?
 
CC | As doenças da tiroide são muitas vezes silenciosas e alguns sintomas são semelhantes e, por isso, facilmente são confundidos com outras patologias.
 
 
VH | O que falta fazer para promover um maior conhecimento quanto aos distúrbios da tiroide?
 
CC | É necessário promover ativamente campanhas de informação nos canais de saúde, ações de formação junto da comunidade e fomentar a realização de rastreios. E ainda potenciar a divulgação dos sinais e sintomas dos distúrbios da tiroide.
 

PUBLICIDADE

Por vezes mais é menos

Por vezes mais é menos

© 2020 Vital Health | Todos os direitos reservados | Designed by IPSPOT_ and Developed by Webview