FacebookTwitterYoutubeInstagramWhatsapp

Plataforma de Atualização Diária

Imagem Desdobramento
Iniciativas
Saiba como pode cuidar da sua fertilidade e Saúde reprodutiva
sexta-feira, 27 janeiro 2017 11:58
A Sociedade Portuguesa de Medicina da Reprodução (SPMR) lançou a campanha “Cuida da Tua Fertilidade”, que conta com o apoio da Direção-Geral da Saúde (DGS). O principal objetivo passa por assegurar o acesso a informação científica clara e concisa sobre a Saúde Reprodutiva, nomeadamente os fatores ambientais e os hábitos de vida que podem interferir na função reprodutiva.

 

No caso das mulheres, a fertilidade declina com a idade, principalmente após os 35 anos. A partir daí, a quantidade e a qualidade dos óvulos da mulher e alcançar uma gravidez bem-sucedida é mais difícil.

 

Também o excesso de peso tem impacto significativo na fertilidade, através de alterações hormonais e metabólicas. Os distúrbios alimentares, como a anorexia nervosa e a bulimia, associam-se frequentemente a infertilidade. Assim, é importante adotar uma alimentação saudável e praticar regularmente exercício físico. É recomendável manter o índice de massa corporal (IMC) dentro dos valores considerados normais (20 a 25Kg/m2).

 

O álcool e o tabaco são outros fatores que podem por em risco a fertilidade. As mulheres que fumam têm 60% mais probabilidade de ter infertilidade e podem ter uma menopausa mais precoce. As mulheres fumadoras têm ainda maior probabilidade de abortamento e gravidez ectópica. O consumo excessivo e continuado de álcool provoca alterações na produção de estrogénios e interfere na ovulação, reduzindo a fertilidade.

 

Já nos homens, a fertilidade diminui também com a idade, embora mais tardiamente e com menos impacto do que na mulher. Contudo, quando o homem tem mais de 45 anos, o risco de abortamento e doenças genéticas nos descendentes aumenta.

 

A obesidade nos homens pode provocar níveis baixos de testosterona, aumento da temperatura escrotal e disfunção erétil, sendo igualmente importante adotar uma alimentação saudável e praticar exercício.

 

O tabaco provoca alterações no ADN dos espermatozoides, o que leva a que os homens fumadores demorem mais tempo para conseguir uma gravidez. Também o consumo excessivo e continuado de álcool provoca alterações na produção de testosterona e nos parâmetros espermáticos, redução da líbido, disfunção erétil e atrofia testicular.

 

Agora que já conhece os fatores ambientais e os hábitos de vida que podem interferir na sua função reprodutiva, cuide da sua fertilidade.

PUBLICIDADE

Por vezes mais é menos

Por vezes mais é menos

© 2019 Vital Health | Todos os direitos reservados | Designed by IPSPOT_ and Developed by Webview