FacebookTwitterYoutubeInstagramWhatsapp

Plataforma de Atualização Diária

Imagem Desdobramento
Iniciativas
“Doe vida. Seja do nosso tipo”: Centro Hospitalar do Médio Ave precisa de dadores de sangue
sexta-feira, 15 dezembro 2017 11:49
O Centro Hospitalar do Médio Ave (CHMA) lançou o projeto “Doe Vida. Seja do nosso tipo”, com o objetivo de, no próximo ano passar dos atuais 90 dadores de sangue para 300. De acordo com o conselho de administração do hospital, este número permitirá que o hospital se encaminhe progressivamente para a autossustentabilidade.

 

De acordo com Luís Moniz, vogal do conselho de administração, a ideia do programa passa pela atribuição de uma nova designação do dador de sangue, que passará a denominar-se “Voluntário de Sangue do CHMA”, reforçando a importância desta figura na unidade de saúde. “É nosso objetivo, no futuro, garantir que o CHMA seja autossustentável ao nível do sangue”, explica.

 

Para além de alterar a designação dos dadores, o programa prevê também que os trabalhadores possam ser dadores “fora do horário laboral ou ao fim de semana, mediante marcação prévia”, refere Luís Moniz.

 

Amanhã, dia 16 de dezembro, na Unidade de Famalicão, o Serviço de Imuno-hemoterapia vai realizar uma cerimónia de entrega dos cartões de voluntário de sangue aos dadores de Famalicão e, em data a determinar, vai fazer o mesmo evento com os dadores de Santo Tirso.

 

Ser dador de sangue é sinónimo de ajudar a salvar vidas, no entanto nem todas as pessoas podem ser dadoras. Se tem entre 18 e 65 anos, boa saúde, hábitos de vida saudáveis e peso igual ou superior a 50kg está incluído neste grupo de possíveis super-heróis. Para saber onde se pode dirigir para doar sangue consulte o site do IPST.

PUBLICIDADE

Por vezes mais é menos

Por vezes mais é menos

© 2019 Vital Health | Todos os direitos reservados | Designed by IPSPOT_ and Developed by Webview