FacebookTwitterYoutubeInstagramWhatsapp

Plataforma de Atualização Diária

Imagem Desdobramento
Iniciativas
DODOT desenvolve fraldas a pensar nos bebés prematuros e doa 200 mil aos hospitais portugueses
quinta-feira, 06 setembro 2018 10:03

A pensar nos bebés prematuros, a DODOT desenvolveu as Dodot Sensitive Prematuro, em parceria com a Associação Portuguesa de Apoio ao Bebé Prematuro (XXS). Depois de mais de 10 mil horas de investigação e 100 entrevistas a enfermeiros neonatais, a marca líder em cuidados do bebé criou as fraldas mais pequenas e vai doar 200 mil a hospitais, para atender às necessidades dos mais pequenos que permanecem internados nas Unidades de Cuidados Intensivos Neonatais.

 

Além do tamanho diferente, também a pele dos prematuros é bastante mais delicada e até a aparentemente simples muda de fralda pode aumentar o risco de lesões.

Atualmente, as fraldas normais para recém-nascidos utilizadas pelos enfermeiros neonatais têm uma base larga que separa as pernas do bebé, sem permitir que as suas ancas e pernas repousem corretamente.

Assim, as Dodot Sensitive Prematuro tamanho -3 são três vezes mais pequenas do que as fraldas para um recém-nascido normal, adequadas a bebés que pesam menos de 800 gramas. Sem quaisquer fragâncias ou elásticos, são mais suaves, especialmente úteis para bebés prematuros extremos, com um peso muito baixo e com complicações ao nível dos vários órgãos ainda muito imaturos, icterícia, problemas gastrointestinais e outras condições.

Nas últimas décadas, o índice de nascimentos de bebés prematuros tem vindo a aumentar, alcançando uma média anual de cerca de sete mil nascimentos em Portugal. Segundo dados do INE de 2016, cerca de um em cada 13 nascimentos ocorre antes das 37 semanas de gestação.

 

PUBLICIDADE

Por vezes mais é menos

Por vezes mais é menos

© 2019 Vital Health | Todos os direitos reservados | Designed by IPSPOT_ and Developed by Webview