FacebookTwitterYoutubeInstagramWhatsapp

Plataforma de Atualização Diária

Imagem Desdobramento
Iniciativas
Missão Inovar é Possível: alunos do 3.º ciclo desafiados a dar nomes a medicamentos
terça-feira, 16 abril 2019 11:22
Dar um nome a um medicamento e delinear a melhor estratégia para o lançar no mercado não é tarefa fácil. Que o digam os jovens do 3.º ciclo do ensino básico da Escola D. João V, na Amadora, do Curso de Educação e Formação de Jovens, a quem foi lançado o desafio. Apesar das dificuldades, responderam afirmativamente.  

 

Equipas de alunos, apoiadas por mentores da Boehringer Ingelheim, construíram estratégias, reforçaram os níveis de confiança e acreditaram nas suas capacidades. ‘Os clássicos’ apostaram na estratégia de repetir até à exaustão o nome do seu medicamento, ‘Pitadex’, para o colocar na mente do consumidor; o ‘Quinteto Fantástico’ abordou, para além da diabetes, a importância de proteger o coração. O ‘Istovaiafalencia’ investiu nos materiais para chegar com a sua marca o mais longe possível, enquanto os ‘Mentes brilhantes’ conseguiram captar os verdadeiros ganchos de comunicação da diabetes, com uma campanha com sentido patriótico.

 

Foi com chave de ouro que, no passado dia 29 de março, quatro grupos de jovens apresentaram os seus planos, em resposta ao repto lançado no âmbito da Missão Inovar é Possível, uma iniciativa da Boehringer Ingelheim em parceria com a Associação EPIS – Empresários Pela Inclusão Social. Um pitch feito por cada uma das equipas de alunos, que não deixou dúvidas a Sandra Marques, Diretora-geral da Boehringer Ingelheim Portugal, que considera que “todos são vencedores neste projeto, pelo empenho e dedicação que colocaram neste desafio".

 

Vanessa Jacinto, head of market access & public affairs da Boehringer Ingelheim e responsável pela implementação deste projeto na empresa, anuncia que os ‘Mentes Brilhantes’ são os grandes vencedores da iniciativa. Aproveita ainda para dar os parabéns a todos os jovens e dizer-lhes que a BI é uma porta aberta para os receber e que quem quiser trabalhar na empresa terá sempre um lugar.

 

Para além de dar os parabéns aos jovens, Diogo Simões, diretor-geral da Associação EPIS - Empresários pela Inclusão Social, reforçou o papel fundamental deste projeto. “Este é um exemplo concreto e real, integrado nos programas de apoio que a EPIS desenvolve com empresas parceiras junto da comunidade escolar. Por um lado, mostramos que a escola do século XXI está cada vez mais aberta ao mundo e à participação ativa da sociedade, neste caso, através do voluntariado empresarial. Por outro lado, contribuímos para os alunos adquirirem novas competências, que são envolvidos diretamente nos projetos. O mérito é de todos!”.

 

Para Sílvia Gonçalves, professora destes alunos, “tudo o que vem acrescentar valor a estes jovens motiva-os, apanham o gosto e querem mostrar do que são capazes. Adquiriram competências extras, desenvolvendo um trabalho interdisciplinar e acabaram por ter muita autonomia, com o objetivo de surpreender. Foi uma mais-valia muito grande a nível de formação, de currículo e na autoestima deles”.

 

PUBLICIDADE

Por vezes mais é menos

Por vezes mais é menos

© 2019 Vital Health | Todos os direitos reservados | Designed by IPSPOT_ and Developed by Webview