FacebookTwitterYoutubeInstagramWhatsapp

Plataforma de Atualização Diária

Imagem Desdobramento
Iniciativas
Coro "Respirar a Música" procura doentes respiratórios para cantar pela saúde
quarta, 15 maio 2019 12:05
O AIR Care Centre, Centro de Reabilitação Respiratória, apresenta o “Respirar a Música”, um projeto que pretende formar um coro composto por pessoas com doenças respiratórias crónicas, dirigido pelo maestro Dale Chappell e com o ator/apresentador João Baião como padrinho, e convida todos os doentes respiratórios a usar a voz e o canto a favor da sua saúde.

 

O coro reúne-se todas as quintas-feiras, às 15h00, no AIR Care Centre, em Lisboa, para aprender técnicas de canto e de controlo de voz e para interpretar as canções sugeridas pelo maestro Dale Chappell, que conta com mais de 30 anos de experiência e que já foi diretor vocal em séries televisivas e peças de teatro musical. São bem-vindas a este coro todas as pessoas com doenças respiratórias crónicas, desde doença pulmonar obstrutiva crónica (DPOC), bronquiectasias, cancro do pulmão, fibroses ou asma.

 

“O canto, especialmente se for acompanhado por um profissional experiente, é muito importante porque ajuda a melhorar o controlo respiratório e aumenta a ventilação, o que por sua vez alivia os sintomas de falta de ar. Pode, sem dúvida, integrar o plano de reabilitação respiratória de pessoas com doenças respiratórias crónicas”, explica António Carvalheira Santos, médico pneumologista coordenador do Programa de Reabilitação Respiratória do AIR Care Centre.

 

“Os doentes que têm participado no coro “Respirar a Música” sentem-se muito bem a redescobrir o prazer de voltar a cantar, com a confiança e segurança extra de ser acompanhados por profissionais de saúde e pelo maestro neste processo. Além de melhorar o controlo respiratório, este coro também tem uma componente lúdica e de convívio que é muito importante para as pessoas que sofrem de doenças respiratórias”, comenta António Carvalheira Santos.
 

Para Dale Chappell esta “tem sido uma experiência muito gratificante”. “Nota-se mesmo que as pessoas estão empenhadas em cantar as músicas e que ficam muito contentes quando conseguem fazê-lo. As pessoas aderem porque sabem que é importante para elas. Apesar de certas limitações, estes doentes são guerreiros, não dão o braço a torcer”, comenta o maestro.

 

Segundo a British Lung Foundation nos últimos dez anos foram feitos vários estudos sobre a forma como as componentes física, psicológica e social respondem à música, analisando de que modo é que esta nos ajuda a cuidar da nossa saúde.

 

Há cada vez mais estudos que demonstram que o cantar regularmente em grupo proporciona bem-estar e satisfação, sugerindo que o cantar em grupo é especialmente positivo para doentes com DPOC. Cantar num coro contribui para melhorar a qualidade de vida, é uma atividade de lazer que reduz o isolamento e a solidão, melhora a postura e torna a voz mais forte. Nas pessoas com DPOC o canto ajuda a reduzir a sensação de falta de ar, a melhorar o controlo respiratório e a gerir melhor os sintomas da doença.

© 2019 Vital Health | Todos os direitos reservados | Designed by IPSPOT_ and Developed by Webview