FacebookTwitterYoutubeInstagramWhatsapp

Plataforma de Atualização Diária

Opinião
A Saúde das Pessoas
terça-feira, 01 dezembro 2015 11:43
Por: Pedro Pires, farmacêutico e administrador das Farmácias Holon
A Saúde das Pessoas

Enquanto farmacêutico, sou convicto que a disponibilização de medicamentos e outros produtos de saúde constitui apenas uma parte da solução para as necessidades em saúde do cidadão.

Estas necessidades devem, obrigatoriamente, ser complementadas com serviços que permitam retirar o maior benefício possível para as pessoas.

O caminho que temos percorrido em conjunto, enquanto Farmácias Holon, tem como visão merecer a preferência natural dos utentes e parceiros, baseada no reconhecimento do nosso contributo responsável para a melhoria da qualidade de vida da população que servimos.

É nossa crença, corroborada pela Organização Mundial da Saúde, que sem o adequado aconselhamento e acompanhamento por parte de profissionais qualificados, a efetividade e segurança das terapêuticas encontra-se comprometida, o que poderá afetar a sustentabilidade dos próprios sistemas de saúde.

É nesta perspetiva que, nas nossas farmácias, disponibilizamos soluções de saúde integradas e centradas no doente. E é desta forma que temos conquistado a confiança, colaboração e valorização por parte dos elementos nas nossas equipas, outros profissionais de saúde, parceiros e utentes.

Neste enquadramento, as atividades que limitam ou atribuam excessivo protagonismo à componente logística da nossa atividade e que não permitem a construção de uma relação de proximidade, não vão ao encontro da nossa visão de ser Farmácia.

Pelo contrário, passam a mensagem de que a acessibilidade ao produto é o elemento central da nossa atividade, quando do ponto de vista das reais necessidades da sociedade e das pessoas, se deve relevar o papel fundamental da farmácia, não enquanto mero operador logístico, mas enquanto local de prestação de cuidados de saúde diferenciados.

Assim, apresenta-se-nos como contraproducente este tipo de soluções que não possuem uma forte componente relacional, uma vez que desvirtuam o modelo de farmácia que responde de forma holística aos desafios atuais do sector da saúde.

O nosso foco são as pessoas e as suas necessidades. Acreditamos que é através da interação pessoal e da personalização subsequente da intervenção farmacêutica que, efetivamente, acrescentaremos valor.

Continuaremos a trabalhar no sentido de posicionar a farmácia diferenciada, como o modelo de farmácia capaz de conduzir a mais ganhos em saúde por recurso investido.

Porque as pessoas não querem produtos. Querem melhor saúde. E isso, só uma farmácia holística pode proporcionar!

Artigo de Opinião
Pedro Pires
Farmacêutico e administrador das Farmácias Holon 

PUBLICIDADE

© 2019 Vital Health | Todos os direitos reservados | Designed by IPSPOT_ and Developed by Webview