FacebookTwitterYoutubeInstagramWhatsapp

Plataforma de Atualização Diária

Opinião
O inverno está a chegar, mas este ano estou preparado! Estados gripais? Não, obrigado!
terça-feira, 22 dezembro 2020 11:02
Por: Maria Manuel Magalhães, farmacêutica
O inverno está a chegar, mas este ano estou preparado! Estados gripais? Não, obrigado!
Os estados gripais são provocados por vírus da família influenzae, mais presentes entre o início do inverno e o final de fevereiro. Os seus sintomas incluem febre alta, dor de cabeça, cansaço, dores musculares e nas articulações, tosse, irritação nos olhos e vias nasais e, eventualmente, vómitos e diarreias.
 

Este é um ano diferente, pois outro vírus nos bate à porta e nos assusta. A pandemia COVID-19 veio alterar as nossas vidas e o que pensávamos como adquirido estava, afinal, muito longe de ser real. Tivemos de nos adaptar a um “novo normal”, com todas as condicionantes inerentes à vida numa pandemia.

A adoção de medidas de prevenção contra a COVID-19, como a lavagem frequente das mãos, utilização de máscara e distanciamento físico, podem ajudar a diminuir a prevalência dos estados gripais.

E então… o que podemos fazer como prevenção?

- Alimentação

A alimentação pode e deve ter um papel importante na prevenção dos estados gripais e de outras doenças respiratórias. Com a diminuição da temperatura torna-se difícil a ingestão da quantidade de água essencial e por isso a sopa é um alimento importante. Os hortícolas de cor verde escura bem como os de cor alaranjada fornecem grande parte das vitaminas e minerais de que necessitamos. Se a eles juntarmos a fruta da época, cítrica, muito rica em vitamina C e os frutos oleaginosos como as avelãs, nozes e amêndoas teremos a suplementação em selénio e zinco de que necessitamos.

- Exercício físico

A prática de exercício físico moderado e contínuo é fundamental para aumentar a resposta imunológica do organismo. Melhora o bem-estar e ajuda-nos a diminuir o stress. Promove ainda uma melhor oxigenação celular e um melhor funcionamento do coração e pulmões.

- Medicação e suplementação na prevenção e tratamento dos estados gripais

Existem, ainda, alguns suplementos que podem ajudar-nos a reforçar o sistema imunitário preparando o nosso corpo para lidar melhor com os estados gripais.

     a. Vitamina D

Longe vai o tempo da toma de óleo de fígado de bacalhau durante os invernos. Este foi um dos primeiros suplementos usados para aumentar as nossas defesas imunitárias com uma forte concentração em vitamina D e vitamina A. A vitamina D pode atuar como imunomodulador, aumentando a nossa resposta defesa a vírus e bactérias.

     b. Vitamina C

Esta vitamina aumenta capacidade de resposta do sistema imunitário e confere uma maior resistência do nosso corpo às infeções respiratórias.

     c. Zinco

Atua na modulação imunológica do timo permitindo a proliferação celular de glóbulos brancos que nos defendem de vírus e bactérias.

     d. Alho

Apresenta propriedades antibacterianas, antimicóticas e antivirais. É tradicionalmente usado nas infeções brônquicas, do aparelho digestivo e na circulação.

     e. Equinácia

Planta com propriedades imunoestimulantes ativando a proliferação de leucócitos. Atua de forma preventina e curativa em infeções respiratórias, apresentando uma ação antiinflamatória e antiviral.

     f. Oscilloccocinum

Existe a possibilidade de prevenção dos estados gripais através deste medicamento homeopático cuja composição é anas barbariae 200K. Aconselha-se um tubo com 1 g de glóbulos como dose semanal de outubro a março. Pode também ser utilizado para tratar os sintomas dos estados gripais, devendo ser tomado duas a três vezes por dia.

Vários são os medicamentos homeopáticos que podem ser utilizados para tratar e atenuar os sintomas dos estados gripais. Para a febre elevada poderá utilizar-se belladonna ou aconitum. Para febres mais baixas poderá utilizar-se ferrum phosphoricum ou gelsemium.

Para as dores no corpo, que melhoram com o repouso, bryonia é uma boa opção. Para quando todo o corpo dói eupatorium perfoliatum é a melhor escolha.

Se a tosse persistir e for seca pode experimentar drosera, se piorar com a humidade dulcamara e, se for de difícil expetoração, antimonium tartaricum. Mas tão importante como a medicação é beber água.

Se precisar de ajuda para a melhor escolha no tratamento homeopático já sabe… é só pedir conselho ao seu farmacêutico!

PUBLICIDADE

© 2021 Vital Health | Todos os direitos reservados | Designed by IPSPOT_ and Developed by Webview