FacebookTwitterYoutubeInstagramWhatsapp

Plataforma de Atualização Diária

Em Portugal, morre uma mulher por dia com cancro do colo do útero. No final do ano, feitas as contas, somam-se mais 720 novos casos de doença. O cancro do colo do útero é causado por uma infeção do vírus do papiloma humano (HPV) e desenvolve-se silenciosamente. Por isso, a Semana Europeia de Prevenção do Cancro do Colo do Útero, que decorreu entre o dia 21 e 27 de janeiro, serviu como alerta para a importância dos rastreios e da prevenção como fatores fundamentais na luta contra esta doença. O site Vital Health falou com o ginecologista José Maria Moutinho, do Hospital CUF – Porto, que explicou os sintomas e a importância da prevenção através da vacina e dos rastreios. O especialista realçou, ainda, a diferença que um diagnóstico precoce pode ter na vida da doente.

 

 

Publicado em Entrevistas
Um estudo do Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto (ISPUP) concluiu que o número de mulheres portuguesas que se submeteram ao rastreio do cancro do colo do útero aumentou 10% face a 2005. A mesma investigação mostra, no entanto, que uma percentagem considerável de mulheres nunca fizeram o teste e, entre as que fizeram, nem todas seguem as recomendações europeias relativamente ao intervalo de tempo em que se devem submeter a um novo exame.
 
Publicado em Saúde
A propósito da Semana Europeia de Prevenção do Cancro do Colo do Útero, assinalada este ano entre 20 e 26 de janeiro, a Vital Health conversou com a ginecologista Virgínia Monteiro, coordenadora da Unidade Colposcopia-Laser do Hospital da Luz, que nos falou sobre a doença e as medidas a tomar de modo a alcançar as metas estabelecidas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) no sentido de erradicar o cancro do colo do útero até 2030.
 
Publicado em Saúde

PUBLICIDADE

© 2020 Vital Health | Todos os direitos reservados | Designed by IPSPOT_ and Developed by Webview