FacebookTwitterYoutubeInstagramWhatsapp

Plataforma de Atualização Diária

Diabéticos desenvolvem nefropatia com facilidade
sexta-feira, 08 novembro 2013 12:18

artigo dmi iStock 000003349303XLarge c8befNo âmbito do Dia Mundial da Diabetes, comemorado a 14 de novembro, a Sociedade Portuguesa de Nefrologia alerta para a prevalência da diabetes nos doentes renais, sendo que cerca de 30 a 40 por cento dos diabéticos de tipo 1 e entre 10 a 20 por cento dos diabéticos de tipo 2 desenvolvem nefropatia diabética.

 

 

 

De acordo com o presidente da Sociedade Portuguesa de Nefrologia, Fernando Nolasco, "a nefropatia diabética é uma das complicações mais temidas pelos doentes com diabetes tipo 1 e diabetes tipo 2. Esta doença renal, que resulta das lesões que a diabetes provoca nos rins, evolui em muitos casos para a insuficiência renal crónica".


Para tentar prevenir a nefropatia diabética, e dado que a doença não revela sintomas, os doentes devem ter um controlo muito rigoroso dos níveis de açúcar no sangue. Além disso, devem realizar testes de pesquisa de albumina na urina pelo menos uma vez por ano, verificar a tensão arterial com frequência e tomar os medicamentos prescritos e fazer exames de sangue por forma a controlar os níveis de açúcar no sangue e a função renal com base no valor de creatinina no sangue. Devem, ainda, seguir uma dieta para diabéticos, fazer exercício físico regularmente e evitar o álcool e o tabaco.


Em Portugal, estima-se que 800 mil pessoas sofram de doença renal crónica. Todos os anos surgem mais de 2 mil novos casos de doentes em falência renal. Segundo dados nacionais existem atualmente 16 mil doentes em tratamento substitutivo da função renal (cerca de 2/3 em diálise e 1/3 já transplantados), e cerca 2 mil aguardam em lista de espera a possibilidade de um transplante renal.

 

PUBLICIDADE

© 2019 Vital Health | Todos os direitos reservados | Designed by IPSPOT_ and Developed by Webview