FacebookTwitterYoutubeInstagramWhatsapp

Plataforma de Atualização Diária

Imagem Desdobramento
Saúde
LPCC convida a olhar para as costas
terça-feira, 28 junho 2016 12:02

A Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) lançou esta segunda-feira, dia 27, a campanha “Há quanto tempo não vê as suas costas?”. Anabela Mendes teve um melanoma e contou como descobriu, no lançamento desta campanha. Leia o seu testemunho.

 

Anabela Mendes contou como descobriu que tinha um melanoma, através da visualização de um sinal incomum por outra pessoa. “Estava a comprar roupa íntima e quando pedi ajuda à empregada da loja, alertou-me para a existência de um sinal fora do comum nas costas”, disse Anabela Mendes, que consultou um dermatologista. “Esta situação passou-se em abril de 2009 e, meses depois, tinha à minha frente o diagnóstico de melanoma”, referiu e acrescentou que o tumor estava localizado e foi retirado.

“Pensava que estava tudo bem, até porque tinha todos os cuidados necessários, mas não”, desabafou Anabela que agora tem a situação normalizada. “É importante ir ao médico. De facto, é muito difícil conseguirmos ver nas nossas próprias costas”, afirmou Anabela Mendes, durante o lançamento da mais recente campanha da LPCC em prol da prevenção do cancro da pele.

Denominada “Há quanto tempo não vê as suas costas?” trata-se de uma campanha que conta com o apoio da Roche Farmacêutica e que alerta a população para a importância de vigiar um local do corpo dificilmente observado pela própria pessoa – as costas.

O vídeo foi lançado na sede do Núcleo Sul da LPCC e tem como embaixadores Cuca Roseta, Liliana Santos, Nelson Rosado, Sara Matos, Sérgio Rosado e Sónia Morais Santos. “É uma campanha muito especial, que certamente vai chamar a atenção da população”, referiu Vítor Veloso, presidente da LPCC, que acredita numa “grande adesão”.

Uma em cada sete pessoas vão ter cancro da pele, 12 mil pessoas ao longo da vida vão sofrer de doença oncológica e, por ano, são diagnosticados 1800 casos de melanoma. Estes foram alguns dados Fernando Ribas, dermatologista, avançou no lançamento desta iniciativa. Na sua opinião, tem de haver um “sentido de equilíbrio”, porque o sol pode ser prejudicial, mas também é “fundamental para a vida”. Deu como exemplo a síntese da vitamina D e referiu que para uma boa absorção desta vitamina basta uma exposição solar de 20 minutos por dia.

PUBLICIDADE

© 2019 Vital Health | Todos os direitos reservados | Designed by IPSPOT_ and Developed by Webview