FacebookTwitterYoutubeInstagramWhatsapp

Plataforma de Atualização Diária

Imagem Desdobramento
Saúde
20% das pessoas têm risco acrescido de vir a desenvolver diabetes
segunda-feira, 21 novembro 2016 09:41
Em Portugal, quase metade das pessoas que têm diabetes (400 mil) desconhecem que a têm, pelo que prevenção e rastreios são palavras de ordem. No Dia Mundial da Diabetes, que se assinalou no dia 14 de novembro, cerca de 300 pessoas passaram pela tenda onde a Associação Protectora dos Diabéticos de Portugal (APDP) aplicou fichas de avaliação de risco de diabetes tipo 2 e avaliou os olhos das pessoas com diabetes. Resultado: 20% apresentam grau moderado, elevado ou muito elevado de desenvolver diabetes tipo 2.

 

A APDP tem vindo a aplicar em ações de rastreio por todo o país o questionário de risco intitulado “Mais vale prevenir que remediar”, ao longo do ano, e no Dia Mundial da Diabetes, em particular. Na Praça Luís de Camões, técnicos da APDP, em conjunto com estudantes de medicina da Universidade de Lisboa, ajudaram as pessoas que se juntaram à ação a responder a questões que permitem perceber o grau de risco de vir a ter diabetes.

 

Além da indicação da idade, do índice de massa corporal (IMC) e da medida da cintura, colocaram-se questões como: Pratica diariamente atividade física? Com que regularidade come vegetais e/ou fruta? Toma regularmente ou já tomou alguns medicamentos para a hipertensão arterial? Alguma vez teve açúcar elevado no sangue? Tem algum membro de família próximo ou outros familiares a quem foi diagnosticado diabetes (tipo 1 ou tipo 2)? De entre as várias respostas, muitas pessoas referiram ter familiares com diabetes, IMC e perímetro abdominal elevado (pior parâmetro).

 

“É muito mais eficaz trabalhar na prevenção da diabetes e alertar as pessoas de todas as formas possíveis. O rastreio é a forma mais direta, mas o importante é criar momentos de sensibilização para a doença e para as suas graves consequências, como a retinopatia diabética, à qual também fizemos rastreio na ação do Dia Mundial”, alerta Luis Gardete Correia, presidente da APDP.

 

Recorde-se que qualquer pessoa pode desenvolver diabetes tipo 2, apesar de haver pessoas com maior risco, como pessoas com familiares com diabetes, pessoas com excesso de peso ou sedentárias, mulheres que tenham tido diabetes durante a gravidez ou que tenham tido filhos com mais de quatro quilos à nascença, ou pessoas com síndrome metabólico, isto é, um conjunto de problemas que incluem aumento da cintura, colesterol elevado e hipertensão.

 

A solução está ao alcance de todos: manter hábitos de vida saudável e levar uma vida ativa, nomeadamente fazendo uma alimentação equilibrada, mantendo o peso normal e andando a pé todos os dias.

PUBLICIDADE

© 2020 Vital Health | Todos os direitos reservados | Designed by IPSPOT_ and Developed by Webview