FacebookTwitterYoutubeInstagramWhatsapp

Plataforma de Atualização Diária

Estudo: disfunção sexual afeta sete em cada dez mulheres
sexta-feira, 05 abril 2013 10:41

artigo uminho logo 83415Sete em cada dez mulheres sofrem de disfunção sexual. Esta é uma conclusão de um estudo da Escola de Ciências da Saúde Universidade do Minho, que também indica que mais de metade das mulheres avaliadas dizem não conseguir atingir o orgasmo devido ao stress (30,7 por cento), bem como a dores durante o ato sexual, ao vaginismo e a experiências sexuais indesejadas.

 

Da autoria de Bárbara Ribeiro, o estudo denomina-se "Disfunção Sexual Feminina em idade reprodutiva – prevalência a fatores associados" e teve como objetivo determinar a prevalência global da disfunção e respetivos subtipos em mulheres com idades compreendidas entre os 18 e 57 anos. Também pretendeu analisar se existe associação com fatores sociodemográficos, método contracetivo ou pré-existência de experiências sexuais negativas.

Em comunicado da Universidade do Minho, é explicado através de declarações da investigadora que a "disfunção traduz-se por uma alteração em qualquer uma das fases do ciclo de resposta sexual (desejo, excitação e orgasmo) ou ainda por perturbações dolorosas associadas ao ato sexual".

De acordo com esta pesquisa, há uma relação entre a contraceção hormonal/perturbação do desejo e a aversão sexual/experiências sexuais indesejadas. Isto é, 93 por cento das participantes vítimas de violação apresentam disfunção sexual e aquelas que usam contracetivo hormonal têm uma probabilidade 2,6 vezes superior de vir a sofrer de diminuição do desejo sexual comparativamente às mulheres que usam outro método contracetivo.

Fonte: Universidade do Minho

PUBLICIDADE

© 2020 Vital Health | Todos os direitos reservados | Designed by IPSPOT_ and Developed by Webview