FacebookTwitterYoutubeInstagramWhatsapp

Plataforma de Atualização Diária

Imagem Desdobramento
Saúde
Acompanhamento nutricional de bebés prematuros requer atenção especial
segunda-feira, 24 abril 2017 11:52
Com o objetivo de contribuir para a divulgação da mais recente evidência científica, junto dos profissionais de Saúde, em particular, em torno da realidade e especificidade que envolvem os bebés prematuros, a Milupa, uma sociedade Danone Nutricia Early Life Nutrition promoveu a V edição do Iberia Early Life Nutrition College. O encontro que reuniu os principais especialistas em Neonatologia da Península Ibérica e do panorama internacional decorreu em Utrecht, na Holanda.

 

Esta nova edição do programa incluiu várias atividades, de entre as quais se destaca a palestra sobre “Gestão nutricional do bebé prematuro durante os primeiros 1000 dias”, realizada por Luís Pereira-da-Silva, neonatologista do Hospital Dona Estefânia, de Lisboa e especialista de renome na matéria.

 

“Os recém-nascidos prematuros têm problemas inerentes a um nascimento não fisiológico. Se para a criança nascida de termo os primeiros mil dias, período da conceção até ao segundo aniversário, são uma janela de suscetibilidade para lesão e uma oportunidade para prevenção, nas crianças nascidas prematuramente, maior pertinência tem este período de plasticidade, no qual devemos minorar ou evitar os fatores adversos. Entre as múltiplas intervenções possíveis, uma nutrição adequada é a que detém maior relevância”, afirmou Luís Pereira-da-Silva.

 

A nutrição de qualquer bebé durante os primeiros mil dias, desde a conceção até aos dois anos de vida, é relevante para a sua Saúde e desenvolvimento futuro. Este facto é ainda mais importante no caso de bebés prematuros, por estes terem necessidades nutricionais diferentes dos bebés de termo.

 

Dados estatísticos mais recentes do Instituto Nacional de Estatística (INE) indicam que cerca de 7.7% dos nascimentos em Portugal são de bebés prematuros o que, a números de 2016, significa que são mais de 18 os bebés que, a cada dia, (mais de 6.700 num ano) nasceram antes do termo. Famílias tocadas por este desafio requerem um especial acompanhamento e atenção por parte da comunidade médica a fim de serem devidamente formadas e informadas sobre os desafios envolvidos.

 

No âmbito da conferência foram ainda apresentadas outras palestras dirigidas por investigadores da Nutricia, uma delas relacionada com a investigação sobre o leite materno, ministrada pelo Dr. Bernd Stahl, Diretor de Investigação sobre o leite humano e aleitamento materno na Nutricia Research, e outra centrada na Nutrição de Prematuros, ministrada pelo Prof. Ruurd Van Elburg, Diretor do departamento Early Life na Nutricia Research. Estes especialistas de renome apresentaram as últimas evidências científicas e partilharam o seu ponto de vista sobre os benefícios de uma alimentação correta durante as primeiras etapas da vida.

 

A Milupa, uma sociedade Danone Nutricia Early Life Nutrition reconhece que o leite materno é a melhor opção para os bebés prematuros e apoia desde o início, o Código Internacional de Comercialização de Substitutos do Leite Materno da OMS (Código OMS) que sustenta as recomendações públicas globais sobre o aleitamento materno exclusivo durante os primeiros seis meses de vida, e a sua continuação, durante o maior período de tempo possível com a introdução de alimentos complementares adequados e seguros.

 

As conclusões da primeira fase do Iberia Early Life Nutrition College foram discutidas entre os assistentes e coordenadores do programa e serão partilhadas em Portugal e Espanha numa segunda fase e a nível local, dando continuidade ao projeto.

 

PUBLICIDADE

© 2019 Vital Health | Todos os direitos reservados | Designed by IPSPOT_ and Developed by Webview