FacebookTwitterYoutubeInstagramWhatsapp

Plataforma de Atualização Diária

Imagem Desdobramento
Saúde
Postura corporal em adulto pode ser detetável na infância
sexta-feira, 28 abril 2017 11:42
Um estudo do Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto (ISPUP), publicado na revista “Physical Therapy”, concluiu que a infância é um período essencial para a definição do tipo de postura corporal que se apresenta na adolescência e na vida adulta.

 

Existem, nos adultos e nos adolescentes, quatro tipos de padrões posturais já definidos. Um tipo é considerado clinicamente mais favorável, porque é bem alinhado e equilibrado, e os outros três, chamados de não-neutros, são menos favoráveis, pois estão associados ao desenvolvimento de diferentes patologias na coluna.

 

O estudo consistiu em “descobrir se esses quatro tipos de posturas já surgiam na infância e quão cedo é que esses diversos padrões se começavam a formar”, refere Fábio Araújo, primeiro autor do estudo.

 

A investigação, também assinada por Milton Severo, Nuno Alegrete, Laura Howe e Raquel Lucas, mostra que é possível identificar esses tipos de postura já na infância, aos sete anos de idade.

 

“Nas crianças que avaliámos, identificámos os três padrões posturais não-neutros”, refere Fábio Araújo, referindo também que existem “claras diferenças entre rapazes e raparigas no tipo de padrões posturais apresentados”.

 

Nas raparigas foi encontrada maior prevalência de uma tipologia de postura com curvaturas da coluna aumentadas, a hiperlordótica. Portanto, no sexo feminino, a postura clinicamente neutra evoluirá a partir deste padrão postural.

 

Já nos rapazes, acontece o contrário. Apenas 5% possuem curvaturas da coluna aumentadas e prevalece a tipologia caracterizada por um deslocamento posterior da coluna relativamente aos membros inferiores. Assim sendo, julgam os investigadores, a postura considerada clinicamente favorável em adulto, evoluirá a partir deste padrão postural.

 

“Atingir o padrão postural neutro na vida adulta e na adolescência é o nosso grande objetivo. Com esta investigação, conseguimos demonstrar, pela primeira vez, que a infância é um período essencial para o desenho dessa neutralidade e, por isso, todas as intervenções para promover uma postura saudável têm que começar neste período precoce de vida”, refere o investigador do ISPUP

 

O artigo intitulado “Defining Patterns of Sagital Standing Posture in Girls and Boys of School Age" avaliou a postura corporal de 1 147 raparigas e de 1 266 rapazes, com sete anos de idade, pertencentes à Geração 21 – coorte  que avalia o crescimento e desenvolvimento de mais de oito mil crianças da cidade do Porto, desde o período do nascimento. A avaliação da postura decorreu de março de 2013 a fevereiro de 2014.

 

O estudo foi financiado por fundos provenientes da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), do Programa Operacional Saúde XXI e da Fundação Calouste Gulbenkian

 

 

PUBLICIDADE

© 2020 Vital Health | Todos os direitos reservados | Designed by IPSPOT_ and Developed by Webview