FacebookTwitterYoutubeInstagramWhatsapp

Plataforma de Atualização Diária

Imagem Desdobramento
Saúde
Mulheres portuguesas doam óvulos por altruísmo
segunda-feira, 03 julho 2017 11:01
No âmbito do mês da fertilidade, que se assinalou em junho, a IVI apresentou o estudo “As motivações das dadoras de óvulos”. O trabalho da autoria de Filipa Santos, psicóloga clínica do IVI Lisboa, revela que apenas 25% das dadoras de óvulos alegam que a recompensa as incentivou, a principal motivação das mulheres é mesmo o espírito altruísta.

 

De acordo com o estudo divulgado recentemente, a dadora atual é uma mulher jovem, sensibilizada de um modo geral para a importância da solidariedade, e particularmente para a problemática da infertilidade, consciente de que a doação de óvulos é um contributo essencial para que alguém consiga ter um filho. “É muito frequente que partilhe connosco que já é dadora de sangue ou medula óssea. Ou que nalgum momento da sua vida já se cruzou com alguém que teve dificuldades em engravidar”, começa por explicar a psicóloga da IVI Lisboa. E acrescenta: “ Esse facto tocou-a e quis informar-se mais acerca do tema”.

 

Os números confirmam a tendência: 75% das dadoras de óvulos, doam por altruísmo. Justificações como “conheço quem não pode ter filhos”, “contribuir com a minha ajuda pode mudar a vida de alguém” ou “é a felicidade de um casal” são frequentemente mencionadas pelas dadoras.

 

Para algumas mulheres a recompensa também é um fator que pesa na sua decisão, no entanto, no fim do processo o que guardam para si é o contributo que mudou a vida de alguém. “No estudo que desenvolvemos apenas 25% das dadoras de óvulos, alega que a recompensa as incentivou num primeiro momento a procurar informação”. Porém, no final do processo este motivo acaba por se associar “ a outras motivações como a possibilidade de ajudar e também a realização de exames médicos”, detalha a autora do estudo.

 

A doação de óvulos é um ato voluntário, solidário e altruísta, existindo uma compensação económica pelos incómodos causados, cujo valor é fixado por lei, tendo sido atualizado no passado dia 1 de maio para 843 euros.

PUBLICIDADE

© 2019 Vital Health | Todos os direitos reservados | Designed by IPSPOT_ and Developed by Webview