FacebookTwitterYoutubeInstagramWhatsapp

Plataforma de Atualização Diária

Imagem Desdobramento
Saúde
Investigadores do Porto revelam novos dados sobre as causas da hiperatividade e défice de atenção
terça-feira, 06 fevereiro 2018 09:39
De acordo com um estudo levado a cabo por investigadores portugueses, do Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde (CINTESIS) e da Escola Superior de Saúde do Politécnico do Porto, as alterações comportamentais observadas na perturbação de hiperatividade e défice de atenção (PHDA) podem ser explicadas por um desequilíbrio no funcionamento entre as várias redes neuronais. Os resultados sublinham a importância de uma abordagem multidisciplinar no diagnóstico e na intervenção terapêutica.

 

A PHDA afeta entre 5 a 8% das crianças em idade escolar, com especial incidência nos rapazes, sendo que a maioria mantem os sintomas na idade adulta. Apesar de ser uma das perturbações do neurodesenvolvimento mais comuns, esta perturbação ainda é alvo de várias controvérsias. O objetivo do estudo recentemente publicado no jornal Developmental Neuropsychology passou por identificar as diferenças neuroanatómicas registadas no cérebro de crianças e adultos com PHDA, através da utilização de diferentes técnicas de imagem.

 

Uma das principais conclusões refere que as implicações da PHDA vão, claramente, além da rede frontoparietal e do sistema dopaminérgico, existindo diferenças visíveis noutras regiões do cérebro, o que justifica a extensão e variabilidade dos sintomas. Assim, a investigação indica a existência de “um envolvimento encefálico globalizado” nesta perturbação, o que pode suportar os modelos que apontam para a “implicação sistémica do sistema nervoso”, e que se traduzem em diversas consequências observadas ao nível das competências cognitivas, de regulação emocional, motoras, sensório-percetivas e sociais.

 

Tendo em conta a informação agora revelada, os investigadores alertam para a importância de promover uma abordagem multidisciplinar no diagnóstico e na intervenção terapêutica, com implicações na prática clínica.

 

PUBLICIDADE

© 2020 Vital Health | Todos os direitos reservados | Designed by IPSPOT_ and Developed by Webview