FacebookTwitterYoutubeInstagramWhatsapp

Plataforma de Atualização Diária

APDP realizou mais de 50 mil consultas médicas
segunda-feira, 13 maio 2013 15:10

artigo Correia Dr. Luis Gardete - APDP 2 df5eeA Associação Protectora dos Diabéticos de Portugal (APDP) aproveitou a comemoração do 87º aniversário, a 13 de maio, para divulgar alguns dados referentes à atividade desenvolvida no último ano, em prol das pessoas com diabetes.

 


No ano passado foram realizadas 50.335 consultas médicas das diversas especialidades, sendo que foram observados um total de 18.787 doentes. No campo da diabetologia foram observadas e orientadas 14.118 pessoas com diabetes, das quais 3.424 recorreram pela primeira vez à APDP. No total foram efetuadas 27.883 consultas de diabetologia na associação.

 


A especialidade de podologia (pé diabético), uma das que mais cresceu o ano passado, seguiu 7.565 doentes que apresentavam lesões relacionadas com o pé diabético. Por outro lado, o serviço de apoio domiciliário semanal prestou assistência a 35 doentes através de 170 domicílios. A área da podologia inclui assim 10.859 consultas, 16.485 atos terapêuticos ao pé diabético e 2.107 rastreios.


Na área da oftalmologia (diabetes ocular) foram seguidos 12.185 pessoas, tendo sido assistidos com tratamento por fotocoagulação laser 1.117 diabéticos. Foram ainda contabilizadas 14.724 consultas de oftalmologia, 6.418 rastreios e 1.360 cirurgias.


O departamento de análises clínicas realizou 235.815 análises, ao passo que em cardiologia foram observados 3.885 doentes para orientação de patologias relacionadas com o foro cardiológico. As restantes especialidades (urologia, saúde reprodutiva, saúde mental, nefrologia e imagiologia) deram assistência e encaminharam mais de 2 mil pessoas.


«A Associação é apontada em todo o mundo como um exemplo no tratamento multidisciplinar da diabetes, apoiando os doentes na luta contra uma doença crónica, com várias complicações associadas. Estes números incentivam-nos a continuar o trabalho de prevenção e controlo, na busca do melhor e mais adequado tratamento, na investigação ou na educação, para que o trabalho de mérito seja constante», referiu o presidente da APDP, Luís Gardete Correia (na foto).

 

PUBLICIDADE

© 2020 Vital Health | Todos os direitos reservados | Designed by IPSPOT_ and Developed by Webview