FacebookTwitterYoutubeInstagramWhatsapp

Imagem Desdobramento
Saúde
Vacinação contra a gripe arranca mais cedo este ano com mais de um milhão de doses para administrar por parte do SNS
A campanha de vacinação do Serviço Nacional de Saúde (SNS) começa este ano cerca de duas semanas depois do que tem sido habitual, para garantir uma "melhor e maior proteção durante o período da epidemia de gripe". De acordo com o anúncio da Direção-Geral da Saúde (DGS) feito ontem, 24 de setembro, o SNS terá 1,4 milhões de doses de vacinas para administrar a partir do dia 15 de outubro.

 

A campanha de vacinação vai começar cerca de duas semanas depois do que tem sido habitual, para garantir uma "melhor e maior proteção durante o período da epidemia de gripe", cuja doença tem início habitualmente na segunda quinzena de Dezembro em Portugal, explica a DGS numa nota a que a agência Lusa teve acesso.

 

No SNS a vacina vai continuar gratuita para as pessoas a partir dos 65 anos, para residentes ou internados em instituições, para os bombeiros e para pessoas com algumas doenças específicas. Nestes casos, a vacina não necessita de receita médica e dispensa também pagamento de taxa moderadora.

 

Além das 1,4 milhões de doses adquiridas para o SNS, haverá também vacinas dispensadas nas farmácias através de prescrição médica, com uma comparticipação de 37%.

 

As receitas médicas específicas para a vacina da gripe passadas desde o dia 1 de julho terão validade até final do mês de dezembro.

 

A gripe é uma doença contagiosa e que geralmente se cura de forma espontânea. As complicações, quando surgem, ocorrem sobretudo em pessoas com doenças crónicas ou com mais de 65 anos. A DGS considera a vacinação a melhor forma de prevenir as complicações graves e recomenda que as vacinas sejam administradas de preferência até final do ano.

 

Fonte: Público 

© 2018 Vital Health | Todos os direitos reservados | Designed by IPSPOT_ and Developed by Webview