FacebookTwitterYoutubeInstagramWhatsapp

Plataforma de Atualização Diária

DGS lança eBoletim de Saúde Infantil e Juvenil
segunda-feira, 03 junho 2013 11:07

artigo BXP52462 22457O registo de recém-nascidos no Registo Nacional de Utentes (RNU) permite criar o número de utente e, posteriormente, o eBoletim, na Plataforma de Dados da Saúde. Esta é uma novidade do novo Programa Nacional de Saúde Infantil e Juvenil (PSNIJ 2013), que entra em vigor dia 3 de junho, refere a Direção-Geral da Saúde no seu site.

 


São diversas as vantagens do uso do eBoletim cuja apresentação decorreu no Dia Mundial da Criança no Hospital D. Estefânia. Além de ter fácil utilização, permite o acesso simplificado à informação. Está disponível na Internet e através de sistemas inteligentes e automáticos de alerta possibilita a transmissão de informações importantes quer aos utentes, quer aos profissionais, sobre marcações de consultas, reforço de vacinas ou realização de exames clínicos. Por exemplo, os pais recebem um email com o agendamento de uma consulta.

 

 

A entrada em vigor dos boletins de Saúde Infantil e Juvenil em versão papel e do eBoletim será gradual, prevendo‐se a sua conclusão ao nível dos Cuidados
Primários até ao final deste ano e em 2014 na vertente hospitalar, diz o comunicado da DGS.

 

O PNSIJ foi criado em 1992 e desde então tem sido atualizado em função da evolução científica e da necessidade de dar respostas adequadas aos desafios. Deste plano constam as principais linhas orientadoras de avaliação, monitorização e intervenção, que as equipas de profissionais devem observar no âmbito da promoção, prevenção, proteção e provisão de cuidados de saúde às crianças e aos adolescentes.

 

Principais inovações do PNSIJ 2013

  • Alteração na cronologia referente à idade‐chave do plano de vigilância da Consulta de Saúde Infantil e Juvenil e aumento do número de consultas de 17 para 18;
  • Adoção de novas curvas‐padrão de crescimento preconizadas pela Organização Mundial da Saúde, mais consentâneas com as características da população portuguesa;
  • Reforço significativo da importância das questões relacionadas com o desenvolvimento infantil, com as perturbações emocionais e do comportamento e com os maus tratos;
  • Divulgação generalizada de informação relevante em matéria de saúde infantil e juvenil;
  • Criação de um único sistema de registo informático de apoio à prática clínica médica e de enfermagem, permitindo a complementaridade nas intervenções, rentabilização de recursos humanos e evita a duplicação de registos de dois sistemas isolados;
  • Criação do eBoletim, que é versão digital do BSIJ, que vem permitir a mães, pais ou outros cuidadores de crianças nascidas a partir de Junho de 2013, optarem por esta alternativa em vez do tradicional modelo em suporte de papel.

 

 

PUBLICIDADE

© 2019 Vital Health | Todos os direitos reservados | Designed by IPSPOT_ and Developed by Webview