FacebookTwitterYoutubeInstagramWhatsapp

Plataforma de Atualização Diária

Imagem Desdobramento
Saúde
Reservas de sangue estão “muito abaixo do recomendado”, alerta Federação dos Dadores de Sangue
segunda-feira, 17 fevereiro 2020 12:07
A Federação dos Dadores de Sangue (Fepodabes) mostra-se preocupada com o nível das reservas de sangue em Portugal, sublinhando que os valores estão “muito abaixo do recomendado”, sobretudo nos grupos A e O. A informação foi avançada pela agência Lusa, no passado dia 14 de fevereiro.
 
Em declarações à Lusa, Alberto Mota, presidente da entidade, revela que há muitos anos que não se verificavam valores de reserva de sangue tão baixos nesta altura do ano, sobretudo nos grupos A e O: “Precisamos de aumentar as dádivas destes grupos sanguíneos. Apelamos à dádiva da parte de pessoas saudáveis, que tenham entre 18 e 65 anos e mais de 50 quilos. Precisamos rapidamente de restabelecer as reservas”, apela.
 
O responsável recorda ainda que todos os anos se verifica uma descida nas dádivas de sangue no final do ano, resultado do Natal e da passagem de ano, bem como devido às doenças próprias do inverno. Alberto Mota coloca a hipótese de que as gripes, constipações e infeções respiratórias estarão a ser mais prolongadas este ano, o que pode estar a fazer com que os dadores de sangue diminuam as suas dádivas.
 
No passado dia 7 de fevereiro, também o Instituto Português do Sangue e da Transplantação (IPST) apelou ao reforço de dádivas, particularmente dos grupos A e O, os mais em falta, algo que ainda não foi ultrapassado.
 
A maioria dos portugueses tem os grupos sanguíneos A e O, e são esses os que mais faltam. As dádivas de sangue podem ser feitas nos Centros de Sangue e Transplantação de Lisboa, Porto e Coimbra, unidades hospitalares com serviço de colheita e nas sessões móveis de colheita que decorrem diariamente por todo o país.
 
Fonte: Lusa

PUBLICIDADE

© 2020 Vital Health | Todos os direitos reservados | Designed by IPSPOT_ and Developed by Webview