FacebookTwitterYoutubeInstagramWhatsapp

Plataforma de Atualização Diária

Imagem Desdobramento
Saúde
Tem dermatite atópica? A Associação Dermatite Atópica Portugal deixa-lhe conselhos sobre o covid-19
sexta-feira, 27 março 2020 11:35
Face à situação epidemiológica em que Portugal e o mundo se encontram, a Associação Dermatite Atópica Portugal (ADERMAP) elaborou um documento que visa esclarecer as dúvidas no que toca a relação entre a dermatite atópica e o covid-19.
 
De acordo com o conhecimento recente sobre a doença, as pessoas que correm maior risco de doença grave por covid-19 são os idosos e pessoas com doenças crónicas, entre as quais doenças cardíacas, diabetes e doenças pulmonares. Ainda que a dermatite atópica seja também uma doença crónica, a entidade reforça que os doentes “não têm risco acrescido de contrair este vírus”.
 
No entanto, o organismo refere que os doentes com dermatite atópica moderada a grave a fazer tratamento com medicamentos imunossupressores em comprimidos, como é o caso de corticoides, ciclosporina, metotrexato e azatioprina, estão em risco de desenvolver uma forma mais grave da doença.
 
“O tratamento com biológicos (omalizumab e dupilumab, em particular) não parecem acrescer risco superior por não se considerarem imunossupressores, mas sim, imunomoduladores. Contudo, o nosso conhecimento sobre este vírus não é total e convém sempre ressalvar isso”, esclarece a ADERMAP.
 
A Associação salienta que a utilização de tópicos nas quantidades recomendadas não tem efeitos sistémicos significativos, pelo que “o restante tratamento com cremes com corticoides, ou equivalente, e anti-histamínicos deve ser mantido para não precipitar uma crise”. Assim, doentes com dermatite atópica e asma devem procurar manter as doenças controladas, recorrendo à medicação habitual e de S.O.S.
 
Quanto à lavagem das mãos frequente e ao uso de géis desinfetantes, que podem ser “bastante irritantes” para a pele com dermatite atópica, a ADERMAP recomenda o reforço diário do seu creme habitual de hidratação/reparação da barreira cutânea.
 
Em caso de dúvida quanto à terapêutica em curso, deve privilegiar o contacto com o seu médico, nunca suspendendo a medicação por decisão própria, ressalva a entidade. Deve também contactar o SNS24.
 
Neste momento, Portugal regista 4268 casos de infeção e 76 mortes devido ao novo coronavírus, conforme as informações do último boletim epidemiológico da DGS. De notar que dos infetados, 43 pessoas já recuperaram.
 
O país está em estado de emergência desde as 00h00 do dia 19 de março, até às 23h59 do dia 2 de abril.
 
O novo coronavírus, responsável pela pandemia de covid-19, já infetou mais de 549 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram cerca de 25 mil. Dos infetados, cerca de 129 mil já recuperaram.
 

PUBLICIDADE

© 2020 Vital Health | Todos os direitos reservados | Designed by IPSPOT_ and Developed by Webview