FacebookTwitterYoutubeInstagramWhatsapp

Plataforma de Atualização Diária

Imagem Desdobramento
Saúde
Administradores hospitalares advertem que doentes precisam de mensagem de confiança para voltar aos hospitais
terça-feira, 30 junho 2020 12:39
A Associação Portuguesa dos Administradores Hospitalares (APAH) alertou para a necessidade de transmitir aos doentes uma mensagem de confiança e dizer-lhes que se os hospitais estão a chamá-los é porque estão reunidas as condições de segurança para os acolher.
 
Alexandre Lourenço, presidente da APAH, defendeu ser “importante transmitir confiança aos doentes, porque nenhum hospital vai reiniciar atividade ou chamar doentes para consultas ou cirurgias sem que as condições de segurança estejam garantidas”.
 
Tal afirmação acontece após se verificar que muitos doentes não estão a comparecer nos serviços hospitalares por receio de contrair a infeção SARS-CoV-2, quando têm agora agendadas as suas consultas, cirurgias e tratamentos.
 
O presidente da APAH salienta que, além da mensagem de confiança, era importante que fossem implementados outros instrumentos que garantissem essa confiança, como a “determinação de hospitais livres de COVID-19”. Alexandre Lourenço refere que tem sido feito o apelo para que “a rede seja claramente definida e que a resposta COVID-19 seja concentrada em algumas instituições sempre que a dinâmica epidemiológica o permitir e manter a flexibilidade se existir um incremento da transmissibilidade da doença".
 
Quanto à recuperação da atividade assistencial, o responsável afirmou que os hospitais e os centros de saúde ainda não alcançaram a sua atividade normal, somando-se o desafio de recuperar as “dezenas de milhares de cirurgias e mais de um milhão de consultas em atraso”.
 
Na sua ótica, seria crucial criar “um plano participado, concertado, integrado em todas as instituições do SNS”, mas também no setor social, “e não planear a resposta na edição de despachos”. A introdução estruturada de instrumentos como a tele-saúde, o investimento em equipamentos ou a contratação e formação de profissionais seriam algumas das apostas que, no seu entender, poderiam ajudar a acelerar a retoma dos cuidados nas unidades de saúde.
 
Fonte: Agência Lusa

PUBLICIDADE

© 2020 Vital Health | Todos os direitos reservados | Designed by IPSPOT_ and Developed by Webview