FacebookTwitterYoutubeInstagramWhatsapp

Plataforma de Atualização Diária

Imagem Desdobramento
Saúde
Dermatite atópica e Covid-19: dúvidas e cuidados a ter
segunda-feira, 14 setembro 2020 10:14

No contexto da pandemia causada pelo novo coronavírus, a ADERMAP – Associação Dermatite Atópica Portugal elaborou um documento que tem como objetivo esclarecer dúvidas que quem sofra de dermatite atópica possa ter em relação ao vírus.

Apesar de terem uma patologia crónica, a Associação destaca que os doentes com dermatite atópica (DA) não têm risco acrescido de contrair este vírus. “No entanto, os doentes com DA moderada a grave a fazer tratamento com medicamentos imunossupressores em comprimidos (como corticoides, ciclosporina, metotrexato, azatioprina) têm risco de ter doença mais grave”.

“O tratamento com biológicos (omalizumab e dupilumab, em particular) não parece acrescer risco superior por não se considerarem imunossupressores, mas sim, imunomoduladores. Contudo, o nosso conhecimento sobre este vírus não é total e convém sempre ressalvar isso”, esclarece a ADERMAP.

A Associação indica que a utilização de tópicos nas quantidades recomendadas não tem efeitos sistémicos significativos. Deste modo, o restante tratamento com cremes com corticoides, ou equivalente, e anti-histamínicos deve ser mantido para não precipitar uma crise.

Recomenda-se, ainda, que os doentes com DA e asma mantenham a asma controlada, recorrendo à medicação habitual e de SOS.

É igualmente importante a lavagem frequente das mãos com sabão ou equivalente durante pelo menos 20 segundos. O uso de géis desinfetantes “pode ser bastante irritante para a pele com dermatite atópica”, pelo que a ADERMAP aconselha que seja reforçada diariamente a aplicação do habitual de hidratação/reparação da barreira cutânea.

PUBLICIDADE

© 2020 Vital Health | Todos os direitos reservados | Designed by IPSPOT_ and Developed by Webview