FacebookTwitterYoutubeInstagramWhatsapp

Plataforma de Atualização Diária

Imagem Desdobramento
Saúde
Especialistas aconselham aulas presenciais
terça-feira, 15 setembro 2020 10:27
A Sociedade Portuguesa de Pediatria (SPP), a Sociedade de Infecciologia Pediátrica da SPP e o Colégio de Pediatria da Ordem dos Médicos aconselham o regresso às aulas presenciais. As três direções afirmam que é necessário acompanhar os novos desenvolvimentos da pandemia, mas referem que os estudos, para já conhecidos, indicam que os surtos escolares são raros.

Com a nota conjunta, as sociedades pretendem tranquilizar os pais e encarregados de educação relativamente ao início do próximo ano escolar, marcado para a segunda quinzena de setembro.

 

Salientam, também, que a interrupção das aulas presenciais em março teve “um grande impacto na saúde das crianças, a nível da aprendizagem, da socialização e da saúde mental”, sobretudo nos alunos do 1.º ciclo.

 

“O apoio a crianças com necessidades educativas especiais foi escasso. Crianças com doença crónica complexa ficaram privadas das diferentes terapias de que beneficiavam em ambiente escolar, o que contribuiu, em muitos casos, para a regressão da condição de base”, apontam.

 

“São todas fortes razões para que se retome o ensino presencial”, afirmam os especialistas. A inquietação em relação ao ensino presencial deve-se à possível propagação da COVID-19 nas escolas.

 

No entanto, para que o ano escolar decorra sem necessidades de interrupção, as sociedades alertam para o cumprimento das regras de higiene e distanciamento físico por parte dos adultos, quer na escola, quer na comunidade, o isolamento precoce de casos sintomáticos e o rastreio rápido dos contactos. Acrescentam ainda, que o uso de máscaras por parte das crianças também é essencial.

PUBLICIDADE

© 2020 Vital Health | Todos os direitos reservados | Designed by IPSPOT_ and Developed by Webview