FacebookTwitterYoutubeInstagramWhatsapp

Plataforma de Atualização Diária

Imagem Desdobramento
Saúde
“Porque a vida não tem de ser uma dor de cabeça”: MiGRA lança campanha para desmistificar a enxaqueca
quinta-feira, 04 fevereiro 2021 11:45
A MiGRA Portugal –Associação Portuguesa de Doentes com Enxaqueca e Cefaleias acaba de lançar a campanha “Porque a vida não tem de ser uma dor de cabeça”, desenvolvida em conjunto com a Novartis e que pretende ajudar os doentes a reconhecer e a gerir melhor a enxaqueca e as cefaleias. De acordo com a presidente da associação, Madalena Plácido, o objetivo do projeto é disponibilizar informação fidedigna para “capacitar os doentes e aumentar a literacia em saúde relativamente à enxaqueca e às cefaleias”.
 

A enxaqueca é uma patologia que afeta mais de 15% dos portugueses, sendo mais prevalente no sexo feminino e em indivíduos em idade ativa. Já a cefaleia “é a segunda causa de incapacidade em Portugal na população ativa”, como revela a presidente da associação.

Por isto, Madalena Plácido explica que as motivações para este projeto se prenderam, essencialmente, “com a necessidade de capacitar os doentes e aumentar a literacia em saúde relativamente à enxaqueca e às cefaleias”, uma vez que “ainda existe um conhecimento bastante reduzido do que são as enxaquecas e as cefaleias”, bem como “do impacto que estas doenças têm e da necessidade de recorrer ao médico para as tratar porque são doenças neurológicas incapacitantes e que necessitam desse acompanhamento médico”.

A necessidade de criar estas peças de comunicação fidedignas, sublinha Madalena Plácido, surge ainda da desinformação que existe na internet associada a estas patologias: “Por isso é que é importante por parte de uma associação de doentes, em conjunto com as sociedades médicas, conseguirmos prestar esta informação”, nota.

Estes mitos e a desinformação levam a que os doentes possam facilmente “confundir diferentes tipos de cefaleias e não compreenderem os sintomas que têm”, e, por isso, a “terem alguma dificuldade em geri-los”, faz notar a presidente da MiGRA.

Dentro da comunidade médica, Madalena Plácido afirma que os doentes são muito apoiados, mas entende que, apesar de serem doenças amplamente faladas, “a verdade é que mesmo dentro da área da saúde acabam por ser bastantes desvalorizadas e por isso é importante também mostrar quais as características destas doenças e qual é o impacto real que tem na vida dos doentes”. “São, claramente, patologias subdiagnosticadas e uma grande parte dos doentes, por não procurar ajuda de profissionais de saúde e não saber que existe tratamento, acomoda-se e não tem esperança”, frisa.

“Os doentes com cefaleias e enxaquecas acabam por sofrer muito com os mitos porque a verdade é que quando um doente diz ‘Estou com uma crise de enxaqueca e hoje não posso fazer determinada coisa’, inevitavelmente ouve respostas como ‘Mas isso é só uma dor de cabeça, porque é que não tomas qualquer coisa e vens na mesma?’, respostas de alguma incompreensão que associam a enxaqueca e cefaleia à preguiça ou à falta de vontade”, explica Madalena Plácido relativamente aos mitos associados a estas patologias.

Esta campanha é composta por três guias, em formato online e impresso, que irão ajudar a identificar os sintomas e os diferentes tipos de enxaqueca e cefaleias para que os doentes possam saber procurar ajuda, conviver melhor com a doença e reduzir o impacto dos sintomas na sua vida diária. Estes guias contam ainda com recomendações práticas de neurologistas. Além disso, associados aos guias, estarão também vídeos onde os doentes encontram mais informação sobre a doença.

Pode consultar os guias no site da MiGRA Portugal, bem como informação e diferentes formas de apoio. Já os vídeos pode encontrá-los no canal YouTube da MiGRA Portugal, ou através do QR Code existente nos guias.

PUBLICIDADE

© 2021 Vital Health | Todos os direitos reservados | Designed by IPSPOT_ and Developed by Webview