FacebookTwitterYoutubeInstagramWhatsapp

Plataforma de Atualização Diária

55% das mulheres sentem-se mal com problemas da pele
segunda-feira, 08 julho 2013 16:41

manchas solares 3f4cfUm estudo sobre o impacto psicológico das marcas na pele nas mulheres revela que 55% das mulheres sentem-se mal com os problemas da sua pele. O estudo de mercado foi realizado em Portugal pela Syneron & Candela com o objetivo de dimensionar a prevalência das marcas de acne e analizar os respetivos efeitos psicológicos nas mulheres. Pretendeu, ainda, apurar a opinião relativamente aos tratamentos estéticos.


A vivência dos problemas da pele são muito similares, independentemente da idade das mulheres: 55% das mulheres portuguesas entre os 18 e os 50 anos sentem-se mal com os problemas da sua pele e 73% já realizou um tratamento estético específico.

 

O conselho médico é o principal impulsionador para realizar um tratamento estético para a pele (52%); a segunda razão prende-se com o aproveitamento de uma oportunidade pontual, nomeadamente os preços reduzidos (28%).

 

As mulheres com idades compreeendidas entre os 25 e os 34 anos são as mais desmotivadas face a tratamentos da pele. A partir dessa idade, a motivação aumenta, sendo as mulheres entre os 45 e os 50 anos são as que se sentem menos afectadas pelas consequências dos tratamentos.

 

O estudo revela ainda que o principal motivo para a desmotivação face a tratamentos estéticos está associada aos efeitos negativos habitualmente associados, como a dor ou a falta de resultados.

 

As rugas e a aparência desigual da pele são os dois problemas que as mulheres mais gostariam de ver resolvidos (41% e 37%, respectivamente), seguindo-se as cicatrizes do acne, assinalados por 27% das mulheres.

 

 

 

PUBLICIDADE

© 2019 Vital Health | Todos os direitos reservados | Designed by IPSPOT_ and Developed by Webview