FacebookTwitterYoutubeInstagramWhatsapp

Plataforma de Atualização Diária

A comparticipação do Estado da vacina pneumocócica conjugada, que previne as doenças provocadas pela bactéria pneumococo, tais como a pneumonia, a meningite, a otite e a septicemia, subiu de 15% para 37%.

 

Publicado em Saúde

Na Semana Europeia da Vacinação, entre os dias 23 e 29 de abril, o Movimento Doentes Pela Vacinação (MOVA) reforça a importância da boa informação e responsabilização como forma de prevenção, sob o mote “a vacinação como um direito individual e uma responsabilidade partilhada”. No marco do primeiro aniversário, o MOVA pretende agora alargar a sua presença junto da população, através da extensão do seu movimento a outras entidades, da organização de sessões de esclarecimento e do lançamento do portal.

 

Publicado em Iniciativas
Uma pessoa com diabetes tem, no mínimo, duas vezes mais probabilidade de vir a contrair pneumonia. Um doente com ambas as patologias fica internado, em média, mais um dia do que um indivíduo que não sofra de diabetes. A mortalidade, nestes casos, também é superior. Quem tem diabetes corre, por isso, risco acrescido de contrair doenças graves e potencialmente fatais, como a pneumonia, uma das principais causas de morte em Portugal. Neste sentido, a Federação Portuguesa de Associações de Pessoas com Diabetes (FPAD) junta-se ao Movimento Doentes Pela Vacinação (MOVA) para combater este flagelo.

 

Publicado em Saúde
Mais de metade dos doentes com alto risco de contrariar pneumonia não são aconselhados pelo médico de família a vacinar-se contra a doença, que pode ser mortal. A conclusão é de um estudo realizado pelo Movimento Doentes Pela Vacinação (MOVA) a propósito da Semana Europeia da Vacinação, que este ano se comemora entre os dias 24 e 30 de abril. 

 

Publicado em Saúde
Conscientes do papel fundamental da prevenção, e de que ainda são demasiados os casos não-vacinados entre os grupos de risco e alto risco (e de que ainda existe um elevado número de população de risco e alto risco não vacinada), a Liga Portuguesa Contra o Cancro, a Associação de Apoio aos Doentes com Insuficiência Cardíaca e Associação Portuguesa dos Enfermeiros de Reabilitação juntam-se agora ao Movimento Doentes Pela Vacinação (MOVA). Iniciativa que tem como principal objetivo a sensibilização da população, dos profissionais de Saúde e dos decisores políticos para a importância da vacinação na idade adulta.
 
Publicado em Saúde
A prevenção é, talvez, o tópico mais abordado atualmente, especialmente no que diz respeito aos grupos de risco, como é o caso de pessoas a partir dos 65 anos e quem, independentemente da sua idade, sofre de doenças crónicas. Se para a COVID-19 ainda não há vacina, a imunização já é uma realidade na prevenção de outras doenças graves, nomeadamente a pneumonia pneumocócica ou a gripe. Assim, no âmbito da Semana Europeia da Vacinação, que este ano se comemora entre os dias 20 e 26 de abril, o Movimento Doentes pela Vacinação (MOVA) relembra a importância da vacinação antipneumocócica.
 
Publicado em Saúde
O Movimento Doentes pela Vacinação (MOVA) assiste com preocupação à quebra das taxas de vacinação entre os mais novos. O Programa Nacional de Vacinação e as vacinas extra-plano não estão a ser cumpridos, potenciando o aparecimento de doenças graves como o sarampo, a meningite ou a tuberculose. O medo é a principal razão para que pais e encarregados de educação adiem consultas e deslocações aos hospitais e centros de saúde. Um receio que, a curto prazo, pode originar surtos e ter consequências em toda a comunidade. No Dia Mundial da Criança, assinalado ontem, dia 1 de junho, o MOVA apela aos pais e encarregados de educação que retomem consultas e práticas de prevenção.
 
Publicado em Saúde

PUBLICIDADE

© 2020 Vital Health | Todos os direitos reservados | Designed by IPSPOT_ and Developed by Webview